A cultura de fãs na segunda tela

Pulicado pela revista Applied Technologies and Innovations, o artigo “Television dialogues in Brazilian fiction: Between production and consumption”,de autoria de Gabriela Borges e Daiana Sigiliano, analisa as estratégias e práticas transmidiáticas criadas pela Rede Globo durante a telenovela O Rebu e discute as dimensões da competência midiática que estão em operação nos perfis fictícios de personagens que foram criados pelos fãs do programa no Twitter.

Figure 1

Inspirado na produção homônima de Bráulio Pedroso exibida pela Rede Globo em 1974, o enredo do remake de O Rebu (2014) é construído a partir da festa promovida pela empresária Ângela Mahler (Patrícia Pillar). Durante o evento, o corpo de Bruno (Daniel Oliveira) é encontrado boiando na piscina da mansão da protagonista. O assassinato dá início às investigações em busca do culpado pelo crime e estendem até o último capítulo.

Figure 3

Na social TV, as práticas dos fãs contribuem para a propagação, divulgação, discussão e ressignificação dos universos ficcionais das narrativas seriadas. Os telespectadores interagentes compartilham suas impressões sobre as atrações no Twitter e usam o backchannel para debater teorias, curiosidades, arcos narrativos e detalhes cênicos, formando uma espécie de teia colaborativa sobre o programa que está no ar.

Figure 5

Durante a exibição de O Rebu foram criados 22 perfis fictícios dos personagens presentes na trama da Rede Globo. Entre os que perfis que mais geraram fluxo no Twitter estavam: Vic Garcez (@VicGarccez), Duda Mahler (@MariaMahIer), Pedroso (@DelegadoPedroso) e Ângela (@AngeIaMahler). As postagens nos perfis eram feitas simultaneamente à transmissão dos capítulos e apresentavam novas pespectivas da telenovela.

Figure 8

Confira o artigo na íntregra: https://academicpublishingplatforms.com/article.php?journal=ATI&number=20&article=2288

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>