Antônia

 1

  • Diretor:  Luciano Moura, Tata Amaral, Roberto Moreira, Fabrizia Pinto e Gisele Barroco
  • Roteiro: Claudia Tajes, Claudio Galperin, Elena Soarez, Fernando Meirelles, Jorge Furtado e Luciano Moura.
  • Período de exibição: 17/11/2006 – 19/10/2007
  • Duração: 30 minutos
  • Nº de episódios: 10 episódios
  • Nº de temporadas: 2

O enredo de Antônia conta a história de quatro amigas de infância, moradoras da Vila Brasilândia que se tornam cantoras de rap. Preta (Negra Li), Barbarah (Leilah Moreno), Mayah (Quelyna) e Lena (Cindy Mendes) formam o grupo Antônia e enfrentam o preconceito no meio da cultura hip-hop. A história do seriado se passa dois anos após a do filme homônimo de Tata Amaral.

Além das atrizes que interpretam as protagonistas, o elenco da série é composto por nomes como Sandra de Sá, Alexandre Rodrigues, Rafael Menta, Thaíde, Nathalye Cris, entre outros.

No Plano da Expressão iremos analisar os indicadores: ambientação, caracterização dos personagens, trilha sonora, fotografia e edição.

A série se passa na Vila Brasilândia, um bairro pobre e violento da periferia de São Paulo. A ambientação conta com cenários como as casas da comunidade, além de retratar os bailes que são realizados na periferia e eventos da cultura hip-hop. Desta forma a ambientação de Antonia contribui para verossimilhança da série ao representar lugares e o cotidiano nas comunidades.

2 3

A caracterização dos personagens era composta por roupas despojadas e de tecidos simples na maior parte da narrativa. Nas ocasiões especiais, como apresentações e sessões de fotos, o figurino das protagonistas era constituído de peças glamourosas e por muitos acessórios como: chapéus e brincos.

4 5

A trilha sonora de Antônia, criada pelas próprias cantoras com outras colaborações, foi muito explorada durante vários momentos da narrativa. As canções aparecem em momentos de passagem de tempo e também se fazem presentes nos shows do grupo Antônia, neste caso com músicas originais da banda. Além disso, a música é executada nos lugares frequentados pelas protagonistas, como bares, festas e também em vários momentos em que as quatro personagens se reúnem e acabam cantando alguma canção por diversão. Sendo assim, as canções exibidas são pertencentes ao gênero funk, rap, soul, samba, pop, entre outros. Entre as canções presentes na série estão as originais da série “Antônia (periférico remix)”, “Flow”, “Brasilândia City Bronx”, “Quanto Você Quer” e as não originais “Killing me Softly With His Song”.

A série Antônia apresenta uma fotografia naturalista e não muito elaborada. Apesar de estar presente, ela não possui nenhuma função narrativa na série.

6

Apesar de apresentar alguns flashbacks no decorrer da narrativa, eles se apresentam de forma pontual na trama. Sendo assim, a série se passa apenas no tempo presente e não possui mais de uma cronologia. Portanto sua edição se caracteriza como linear.

No Plano do Conteúdo iremos destacar os seguintes indicadores: intertextualidade, escassez de setas chamativas, efeitos especiais narrativos, recursos de storytelling e transmídia literacy.

A série apresentou algumas intertextualidades no seu decorrer. No episódio “Toque de recolher”, no momento em que o grupo planeja novas apresentações a integrante Barbarah (Leilah Moreno) sonha com a possibilidade de aparecerem no programa “Fantástico” da Rede Globo. Além disso, no mesmo episódio, a personagem Barbarah (Leilah Moreno) cita o psicanalista Freud dizendo que “Só Freud explica”, em uma conversa sobre a vida amorosa de Lenah (Cindy Mendes).

A série apresentou setas chamativas, caracterizadas pela repetição de certos acontecimentos anteriores. Por exemplo, no episódio Toque de Recolher, quando Preta (Negra Li) está no caminho para buscar sua filha na delegacia, a personagem reforça algumas vezes o fato de que Emília (Nathalye Cris) está na delegacia. Neste contexto, o indicador escassez de setas chamativas não foi observado na série.

Antônia apresenta algumas reviravoltas no seu decorrer, como a morte de Maria (Sandra de Sá) no episódio “Fidivó” e quando Hermano (Fernando Macario) é preso no episódio “Toque de Recolher”. Apesar de possuir desdobramentos essenciais para o desenvolvimento da trama, nenhum deles é tão significativo a ponto de fazer o telespectador reconsiderar toda a história até então. Portanto, a série não apresenta efeitos especiais narrativos.

Como recursos de storytelling, a série fez o uso de flashbacks especialmente no primeiro episódio quando as protagonistas relembram as apresentações que fizeram enquanto grupo Antônia.

A série Antônia apresentou duas estratégias transmídia. A primeira delas foi o filme Antônia, lançado em 2006. O longa metragem conta a trajetória das quatro protagonistas para alcançar o sucesso com o grupo Antônia. A história abordada no filme se passa dois anos antes da narrativa da série. Sendo assim, a história do seriado é uma continuação da apresentada no longa-metragem.

7

Outra ação transmídia explorada foi um álbum musical contendo as canções originais de Antônia. Entre elas: “Antônia” (Periférico Remix), “Flow”, “Tudo Nosso”, entre outras.

As duas ações exploradas apresentaram o conceito de transmídia literacy. O longa-metragem expande o universo ficcional apresentado na série, uma vez que apresenta a história anterior a contada na série. Sendo assim, o telespectador é capaz de relacionar as duas produções de forma que o enredo do filme complemente a história abordada na série e vice-versa. O álbum musical também expande o universo apresentado na série, já que traz a trilha sonora da produção. Neste caso, o álbum aprofunda um elemento muito importante para a trama da série e proporciona a cognição do público quando este correlaciona os dois produtos.

Por Mariana Meyer

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>