Arquivo da categoria: Publicações

A diversidade sexual e de gênero a serviço do humor: uma análise do Canal das Bee no YouTube

Luma Perobeli
Gabriela Borges

Resumo

Este estudo tem como objetivo fomentar a discussão da qualidade do humor no audiovisual brasileiro a partir da análise do canal do YouTube Canal das Bee. Com base na metodologia semiótica da análise dos planos da expressão, do conteúdo e a mensagem audiovisual definidos pelo projeto Observatório da Qualidade no Audiovisual, da UFJF, pretende-se analisar o conteúdo publicado no mês de setembro de 2015, que foi um dos 19 selecionados para caracterizar o humor brasileiro da internet. Tendo como foco a curadoria de conteúdos audiovisuais, tanto da internet quanto da televisão, o Observatório expõe parte dos seus resultados através deste artigo e questiona se o canal aqui analisado apresenta ou não características de um produto de qualidade.

Palavras-chave: Canal das Bee; Observatório da Qualidade; Audiovisual; Humor; YouTube.

Leia o artigo na íntegra: http://www.ufjf.br/facom/files/2016/06/ANAIS-ERECOM-2015.pdf

O DIÁLOGO ENTRE A COMPLEXIDADE NARRATIVA E A SOCIAL TV NO PROJETO XFREWATCH DA SÉRIE THE X-FILES

download (1)

Daiana Sigiliano
Gabriela Borges 

Resumo

Conceituada por Mittell (2012,2015) a complexidade narrativa tem como característica central a alternância entre a fruição episódica e a seriada. O modelo de storytelling teve início em 1990 e se estende até hoje, abrangendo os canais estadunidenses abertos e segmentados. Exibida pela emissora Fox, a série The XFiles alterna entre episódios com arco narrativo prolongado, que são focados na mitologia da trama, e episódios isolados, tais como o monstro da semana. Nesse contexto, o objetivo deste artigo é refletir sobre os aspectos da complexidade narrativa presentes nos comentários postados no Twitter durante o XFRewatch. Lançado pelo fã clube The X-Files News, o projeto dialoga com a Social TV ao estimular os fãs da série a compartilharem em tempo real suas impressões sobre os episódios no microblogging, resgatando e potencializando a ritualização e a socialização em torno do conteúdo televisivo.

Palavras-Chave: Complexidade Narrativa. Social TV. The X-Files.

Leia o artigo na íntegra: http://www.compos.org.br/biblioteca/odi%C3%81logoentreacomplexidadenarrativaeasocialtvnoprojetoxfrewatchdas%C3%89riethex-files_3392.pdf

O improviso no audiovisual brasileiro: uma análise dos programas Quinta Categoria e Barbixas

Luma Perobeli,
Gabriela Borges

Resumo

Este estudo discute a qualidade no audiovisual brasileiro a partir da análise do programa Quinta Categoria, exibido pela MTV Brasil de 2008 a 2011, e do canal do YouTube Barbixas, ativo na plataforma desde 2007. Os conteúdos foram analisados a partir da definição dos parâmetros de qualidade definidos pelo Observatório da Qualidade no Audiovisual, da UFJF, tais como os modos de representação e a experimentação. Com os conceitos de Pirandello (1996), Bergson (1983) e Mepham (1990) distinguimos humor e comédia, definimos humor de qualidade, e analisamos as diferenças e similaridades entre o Quinta Categoria e o Barbixas, que têm por base o improviso.

Palavras-chave: Quinta Categoria; Barbixas; humor de qualidade; comédia; improviso.

Leia o artigo na íntegra:   O improviso no audiovisual brasileiro: uma análise dos programas Quinta Categoria e Barbixas

Ficção de Qualidade

Ficção de Qualidade

Gabriela Borges
Luma Perobelli

Palavras-chave: Qualidade, humor, ficção, TV brasileira

Leia, na íntegra, o trabalho “Ficção de Qualidade: o amor e o humor na TV brasileira” escrito pela orientadora do projeto “Humor e Qualidade no Audiovisual Brasileiro”, Gabriela Borges, e pela bolsista de iniciação científica Luma Perobeli, apresentado no V Encontro Ibero-americano de Narrativas Audiovisuais deste ano.

https://drive.google.com/open?id=0B1FRSHqet9FXdkRhdE5STW9mTjQ

III Congresso Internacional Red INAV

Trabalho elaborado para o III Congresso Internacional Red INAV / V Encontro Ibero-americano de Narrativas Audiovisuais, de autoria da bolsista de iniciação científica Luma Perobeli e da professora Gabriela Borges. Sendo realizado em Bauru/SP no final de março deste ano, o evento possibilitou a participação à distância de quem não poderia ir até a Universidade Estadual Paulista – Unesp para apresentar pessoalmente o trabalho. Sendo assim, o artigo intitulado “O improviso no audiovisual brasileiro: uma análise dos programas Quinta Categoria e Barbixas” foi brevemente exposto neste vídeo por Luma Perobeli.

Ficção de Qualidade: o amor e o humor na TV brasileira

Trabalho elaborado para o III Congresso Internacional Red INAV / V Encontro Ibero-americano de Narrativas Audiovisuais, de autoria da professora Gabriela Borges e da bolsista de iniciação científica Luma Perobeli. Sendo realizado em Bauru/SP no final de março deste ano, o evento possibilitou a participação à distância de quem não poderia ir até a Universidade Estadual Paulista – Unesp para apresentar pessoalmente o trabalho. Sendo assim, o artigo intitulado “Ficção de Qualidade: o amor e o humor na TV brasileira” foi brevemente exposto em formato de vídeo por Gabriela Borges.

The Voice: novas formas de participação e interação na segunda tela

Untitled 5
Daiana Sigiliano
Gabriela Borges

Resumo

A Social TV está transformando as métricas da audiência, o nível de participação dos interagentes, as estruturas narrativas, a recepção do telespectador, e trazendo de volta o appointment television. O fenômeno mostra que o atual ecossistema de conectividade não representa a sentença de morte para o mass media, mas uma oportunidade de se atualizar diante dos novos hábitos dos telespectadores multitasking. Com o intuito de realizar uma leitura crítica sobre as possiblidades de interação e participação estabelecidas pela segunda tela, foram analisados três episódios do reality show The Voice (Estados Unidos). A partir dos dados aferidos, discutem-se os principais pontos que contribuem para o engajamento do público na Social TV.
Palavras-chave Social TV, segunda tela, convergência midiática, The Voice, cultura participativa.

A expansão do universo ficcional de Homeland na segunda tela

homeHeaderTitleImage

Daiana Sigiliano
Gabriela Borges

Resumo

Este artigo pretende discutir as novas formas de engajamento e expansão do universo ficcional estabelecidas pela segunda tela. O fenômeno, que emerge da convergência da televisão com as novas mídias, se refere à interação paralela e sincronizada com a experiência televisiva feita através de dispositivos móveis. Neste sentido, procuraremos refletir sobre as características e as potencialidades da segunda tela ao analisar um estudo de caso sobre o aplicativo Showtime Sync, do canal pago estadunidense Showtime, e os conteúdos gerados na plataforma durante a exibição da quarta temporada da série Homeland.

Palavras-chave: Segunda Tela. Televisão. Multi-Interação. Showtime Sync. Homeland.

Colóquios Mediar

Colóquios Mediar: As competências midiáticas dos profissionais de audiovisual¹

O Colóquio Mediar: Comunicação e Gênero foi realizado na UFJF e, além de publicitários e jornalistas, contou com a presença de profissionais do audiovisual Alexandre Alvarenga, Daniel Couto e Leonardo Teixeira. Após a apresentação da curta metragem da diretora francesa Eleonore Pourriat, Maioria Oprimida (
https://www.youtube.com/watch?v=bHJqNpJ8xAQ), foram feitas perguntas acerca da atual discussão de gênero e como os meios audiovisuais estão contribuindo para o debate.

Os resultados desse evento renderam o artigo “Colóquio Mediar: As competências midiáticas dos profissionais de audiovisual¹”, escrito pelas acadêmicas Amanda Padilha e Carla Gonçalves, e foi apresentado no XIII Encontro Regional de Comunicação (Erecom). O trabalho relaciona as respostas dos entrevistados com as dimensões e indicadores propostos pelos estudiosos Joan Ferrés e Alejandro Piscitelli em seu trabalho “Competência midiática: proposta articulada de dimensões e indicadores”.

Você pode fazer o download do artigo pelo link abaixo:

http://observatoriodoaudiovisual.com.br/wp-content/uploads/2016/01/artigo-erecom-audiovisual.pdf

A competência midiática audiovisual dos publicitários

O Colóquio Mediar: Comunicação e Gênero foi realizado na UFJF e contou com a presença dos publicitários Antônio Bakúnin, Maristela Meireles e Vitor Faria. Após a apresentação da peça publicitaria da marca Dove, “Escolha Bonita” (https://www.youtube.com/watch?v=8pcdnqLBRmQ), foram feitas perguntas mesclando a atual discussão de gênero com o universo publicitário no qual os profissionais estão imersos.

Os resultados desse evento renderam o artigo “A competência midiática audiovisual dos publicitários: Uma Análise de Grupo Focal”, escrito pelas acadêmicas Amanda Cadinelli e Nina Leão, e foi apresentado no XIII Encontro Regional de Comunicação (Erecom). O trabalho relaciona as respostas dos entrevistados com as dimensões e indicadores propostos pelos estudiosos Joan Ferrés e Alejandro Piscitelli em seu trabalho “Competência midiática: proposta articulada de dimensões e indicadores”.

Você pode fazer o download do artigo pelo link abaixo:

Download