Feminismo e TV Social: A Repercussão dos Telespectadores Interagentes sobre o Empoderamento de Dana Scully em The X-Files

intercom

Daiana Sigiliano
Gêsa Cavalcanti
Gabriela Borges

Resumo 

Exibida entre janeiro e fevereiro de 2016, a décima temporada de The X-Files marcou o retorno da trama após 14 anos de hiato. Protagonizada pelos agentes do FBI Fox Mulder (David Duchovny) e Dana Scully (Gillian Anderson), a série estadunidense estabeleceu uma dinâmica até então inédita no modo como a mulher era representada na TV. Caracterizada pela racionalidade e o ceticismo, a personagem se opunha aos estereótipos presentes na ficção seriada das décadas de 1970 e 1980. Partindo desse contexto, este artigo tem como objetivo identificar e discutir os principais tópicos conversacionais, relacionados ao empoderamento de Scully (Gillian Anderson), que foram repercutidos pelos telespectadores interagentes na TV social.

Palavras-chave: ficção seriada; The X-Files, feminismo; TV social

Leia o artigo na íntegra: http://portalintercom.org.br/anais/nacional2017/resumos/R12-0573-1.pdf

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>