Observatório da Qualidade no Audiovisual

Amor e Pastel #Limantha

Por Daiana Sigiliano

Publicada no site Nyah! Fanfiction, Amor e Pastel #Limantha, criada pelo user labruja, tem apenas três capítulos. A trama é protagonizada pelo casal Lica (Manoela Aliperti) e Samantha (Giovanna Grigio), da telenovela Malhação – Viva a Diferença (2017-2018, Rede Globo). De acordo com as informações do site, a fanfic foi postada no dia 4 de maio de 2018 e permanece em aberto desde então. Nos capítulos, com cerca de 1.200 palavras, exploram, a partir do ponto de vista de Samantha (Giovanna Grigio), a história de amor do casal Limantha.

Antes de analisarmos as dimensões da competência midiática que estão em operação na fanfic é importante refletirmos sobre a arquitetura operacional do Nyah! Fanfiction e o perfil do user labruja. Ao acessarmos a página que reúne todos os capítulos e as informações gerais sobre Amor e Pastel #Limantha é possível observar algumas características da história. Como, por exemplo, a classificação etária, a categoria e o gênero. Porém, ao contrário do site Spirit o Nyah! Fanfiction permite poucas variações na categorização destas informações [1]. Em outras palavras, na seção gênero só é possível selecionar uma opção, por exemplo, romance ou terror. Esta limitação interfere não só na busca dos leitores, pois reduz as possibilidades de localização do conteúdo, mas na interação do fã que terá que enquadrar sua produção, mesmo que indiretamente, em categorias binárias. Já na classificação etária encontramos a justificava da indicação +18, as palavras chave álcool, bissexualidade, heterossexualidade, homossexualidade, linguagem imprópria, nudez, sexo e violência indicam os principais temas abordados na fanfic.

O texto de apresentação de Amor e Pastel #Limantha é ilustrado com uma imagem das personagens, porém a mesma não apresenta nenhuma intervenção como, por exemplo, o título e o user do fã. Também não há uma mistura de imagens, somente a foto promocional, divulgada pela Rede Globo, de um trecho do capítulo em que Lica e Samantha se aproximam na festa Paz e Amor. Entretanto, é importante ressaltar que até as fanfics mais acessadas no Nyah! Fanfiction não possuem capistas ou capas que reúnem vários elementos, como pode ser observado na análise de Oitavo B, publicada no Spirit. Alguns user populares do Nyah! Fanfiction inserem, no máximo, o título da historia, mas não exploram a composição imagética da capa.

 

O perfil da fanfic apresenta, entre outras informações, o título, a capa e a sinopse da história.

 

A sinopse de Amor e Pastel #Limantha descreve o mote da trama e destaca o sentimento de arrependimento de Samantha. Como iremos discutir mais adiante, a personagem elaborada por labruja, ao contrário do cânone, é tímida e introspectiva.  O texto é seguido de algumas indexações (hashtags) usadas pelo fandom Limantha no Instagram e, principalmente, no Twitter. Porém, apesar de dialogar diretamente com o contexto da fanfic e seu público alvo, as indexações não cumprem a sua função principal. Isto é, as hashtags não auxiliam os leitores a localizarem a história, pois a arquitetura operacional do Nyah! Fanfiction não adota este tipo de recurso de categorização.

Na seção Notas da História  o user labruja ressalta que os personagens que compõem a fanfic não foram criados por ele. Para Jamison (2017) existem acordos implícitos nos fandons pautados em questões relacionadas aos direitos autorais e as estruturas comunitárias. Para a autora, muitas vezes este conjunto de normas não está explicitado nas seções dos sites, mas são respeitadas a partir da participação voluntária e da compreensão dos fãs. No caso de Amor e Pastel #Limantha o user tem consciência de que alguns elementos centrais de sua trama integram uma produção original e que mesmo se tratando de um conteúdo sem fins lucrativos é importante frisar que sua criação é inspirada no cânone.

O site Nyah! Fanfiction não disponibiliza as métricas de acesso das fanfics publicadas, só é possível visualizar o número de comentários gerados e os leitores que favoritaram a história. De acordo as informações do perfil de Amor e Pastel #Limantha a trama recebeu um comentário, que será analisado mais adiante, e não foi favoritada por nenhum leitor. A trama baseada em Malhação – Viva a Diferença é a terceira produção de labruja compartilhada no site. Postada em 31 de maio de 2014, a fanfic A verdade sobre o amor amplia o cânone da sitcom infantojuvenil Victorious (2010 – 2013, Nickelodeon), a história, de oito capítulos, conta o processo de adaptação de Jade (Elizabeth Gillies) ao entrar na faculdade. Assim como Samantha, a personagem de Victorious também é descrita na sinopse como uma jovem retraída e tímida. A segunda fanfic de labruja é uma produção original, isto é, não é norteada por cânone. Publicada em 4 de agosto de 2016, Memórias póstumas de um acaso tem apenas um capítulo e é protagonizada por Julia e Amanda, duas jovens que se encontram em um bar.

 

O perfil de labruja no site Nyah! Fanfiction

 

O perfil de labruja no Nyah! Fanfiction indica que o user é classificado como Nível 1 e foi cadastrado no dia 30 de maio de 2014. Nas abas Estou Acompanhando, Recomendo e Favoritas é possível deduzir que o fã não é um usuário assíduo do site, pois todas as abas estão em branco, sem conteúdos de outros autores. De acordo com Jamison (2017) a produção de uma fanfic vai além da possibilidade de explorar novos estilos literários, diferentes vozes e de ressignificar o cânone. Para a autora esta prática da cultura de fãs materializa o senso de coletividade do fandom através da troca que se estabelece entre os autores e os leitores. Esse diálogo é baseado “[…] quase que inteiramente na troca, no elogio, no respeito mútuo e na crítica” (JAMISON, 2017, p. 258). Em Amor e Pastel #Limantha este ponto não foi observado, tanto na interação de labruja com outras produções disponíveis no Nyah! Fanfiction quanto na seção Comentários. Apesar de ter apenas um comentário na fanfic, o user não deixa transparecer e/ou estimula a participação dos leitores. Ao longo dos três capítulos dedicados a Limantha, o user também não citou a colaboração de um Beta.De acordo com Jenkins (2012) ao desenvolverem uma fanfic os fãs realizam dois tipos de leitura, a crítica e a criativa. O autor pontua que em um primeiro momento o fã avalia a obra como um produto estético, analisando sistematicamente cada elemento. Como, por exemplo, a caracterização dos personagens, os desdobramentos dos plots, as intertextualidades e a coerência narrativa. Posteriormente, o fã elabora novas concepções do universo ficcional, ampliando a narrativa em direções que não são estão presentes no cânone, explorando habilidades literárias, lúdicas, linguísticas e multimodais (JENKINS, 2012).

Amor e Pastel #Limantha labruja cria um universo alternativo da trama apresentada na TV. A trama parte da seguinte premissa: Mais que uma história, um conselho de quem um dia se arrependeu de algo que não fez, sofreu por isso e a vida ensinou da forma mais inesperada possível. Esta é uma história de amor, mas também de covardia. Apesar de manter o arco narrativo do romance de Lica e Samantha, o fã ressignifica a história de diversas formas. O primeiro ponto é a ambientação da fanfic, nos três capítulos publicados as sequências se passam ao ar livre, em um parque. O ambiente escolar, ponto central da telenovela, não é usado por labruja como pano de fundo da trama. A história também é contada em primeira pessoa, sob a perspectiva de Samantha acompanhamos os medos, a paixão e as descobertas da adolescente. Ao contrário do cânone, a personagem é insegura e tem dificuldade de socializar. O fio conduto de todos os desbobramentos narrativos de Amor e Pastel #Limantha é o relacionamento de Lica e Samantha. A partir deste arco os capítulos publicados no Nyah! Fanfiction relatam quando as adolescentes se conheceram, o primeiro passeio juntas e o primeiro beijo.

Segundo Jenkins (2012) é possível identificar pelo menos cinco elementos básicos que inspiram a criação de uma fanfic. Neste estudo de caso podemos ressaltar dois pontos definidos pelo autor: os buracos e os silêncios.  Jenkins (2012, p. 17) afirma que os buracos são “[…] elementos narrativos dos quais os leitores sentem falta e que são centrais à sua compreensão dos personagens”. Como destacamos anteriormente o romance entre Lica e Samantha é o principal arco narrativo da trama de labruja, porém o modo como este relacionamento é desenvolvimento pelo user aborda uma nova perspectiva das personagens. Apesar dos capítulos serem curtos, o que limita esta análise, os sentimentos de Samantha são sistematicamente descritos para o leitor. Como, por exemplo, no capítulo três, intitulado Outro Par, quando labruja detalha o momento em que a adolescente se aproxima de Lica.

 

Em Amor e Pastel #Limantha os sentimentos de Samantha são descritos para o leitor.

 

No cânone, a história não é contada sob o ponto de vista de Samantha e as sequências, por se tratar de uma telenovela, são rápidas. Dessa forma, os ler a fanfic os leitores tem acesso a outro ponto de vista do romance, mais pessoal e idealizado.

O outro elemento pontuado por Jenkins (2012) é o silêncio, o autor afirma que esta categoria se refere aos arcos narrativos que foram excluídos e/ou omitidos do cânone por razões ideológicas e/ou mercadológicas. Por se tratar de um casal LGBT, todas as cenas da telenovela que mostram com o casal se beijam são propositalmente enquadradas para que o público não veja, explicitamente, os lábios das atrizes. Esta questão foi constantemente discutida pelos fãs durante a exibição de Malhação – Viva a Diferença. Em alguns capítulos os telespectadores interagentes se mobilizaram no Twitter para levantarem [2] hashtags que criticavam o modo como as sequências românticas de Lica e Samantha eram abordadas na televisão.

 

A forma como os beijos de Lica e Samantha eram enquadrados chamou a atenção dos fãs.

 

Nesse contexto, assim como em outras fanfics analisadas neste projeto, o envolvimento amoroso das personagens foi ampliado na trama. No capítulo três, por exemplo, labruja explora o primeiro beijo do casal, o que na televisão durou poucos segundos, na história é marcado por detalhes. Samantha descreve os seus sentimentos e sensações, apresentando ao leitor uma perspectiva mais pessoal do acontecimento.

Jamison (2016) afirma a fanfic parte não só de um processo pessoal de autoconhecimento, isto é, da necessidade que os fãs sentem de escrever, mas também da oportunidade de contar histórias que não seriam viáveis comercialmente. Como pontua a autora, “Parte importante – até crucial – função social e política da fanfiction é que as pessoas realmente contam história que querem contar, sem pré–censura ou noções preconcebidas sobre o que vai vender” (JAMISON, 2016, p. 277).  Dessa forma, em Amor e Pastel #Limantha expande e detalha questões que não seriam viáveis na trama televisiva por questões relacionadas ao horário, ao tema e ao formato.

Dimensões da Competência Midiática

  • Linguagem

A dimensão da linguagem proposta por Ferrés e Piscitelli (2015) pode ser observada em vários pontos de Amor e Pastel #Limantha. O primeiro ponto abrange o próprio processo de desenvolvimento de uma fanfic. Isto é, a partir da compreensão crítica do universo ficcional de Malhação – Viva a Diferença o user labruja explora novas perspectivas da trama. Nesse sentido, esta prática da cultura de fãs tem como norte a ressignificação de conteúdos midiáticos. Como ressaltamos ao longo desta análise, a produção incorpora mudanças consideráveis no cânone. Além ter suas sequências ambientadas em um parque, alguns personagens foram alterados. Como, por exemplo, Tonico que em Malhação – Viva a Diferença é o filho de Keyla (Gabriela Medvedovski) enquanto na fanfic é o cachorro da adolescente. Assim como nos capítulos finais da telenovela, Lica e Samantha não estudam na mesma escola, porém em Amor e Pastel #Limantha Lica sempre estudou em uma escola pública. O perfil da protagonista Samantha também é totalmente alterado, no cânone a adolescente é descrita, desde o primeiro capítulo, com uma adolescente liberal. Nas cenas da telenovela a personagem é impulsiva e não se preocupa com o julgamento de seus colegas. Já na fanfic de labruja, Samantha é tímida e pensa muitas vezes antes de agir. Como, por exemplo, no capítulo três, intitulado Outro Par, quando a adolescente fica com medo de perguntar para Lica por que elas estão indo para o parque de mãos dadas.

 

Perfil de Samantha disponível no site oficial de Malhação – Viva a Diferença e no trecho de Amor e Pastel #Limantha a personagem ressalta que não tem coragem de personagem Lica por que elas foram de mãos dadas para o parque.

Fonte: GShow

 

Esta ressignificação da personalidade de Samantha não só explora novas perspectivas da trama, mas gera identificação dos leitores. A adolescência é um período de muitas descobertas e inseguranças, dessa forma ao abordar a personagem de um modo mais introspectivo, labruja acaba se aproximando de questões do cotidiano de seu público alvo. Jamison (2017) afirma que a fanfic parte de um processo interno dos fãs de externalizarem seus sentimentos, se projetando nas personagens e nas situações abordadas nas tramas. Por ser um tema presente em outras fanfics de labruja é possível que haja uma correlação entre a vida pessoal da fã e o perfil de suas personagens.

O texto de Amor e Pastel #Limantha imbrica dois formatos: o roteiro e o romance. Segundo Jamison (2017), tanto as fanfics baseadas em obras literárias quanto em programas televisivos tendem a misturar estes formatos. Apesar de não explorar outras linguagens e/ou formatos como, por exemplo, trechos de músicas e reprodução de troca de mensagens, a trama de labruja consegue ressignificar o tom/proposta da história de Limantha. No cânone, as personagens são atiradas, empoderadas, não idealizam o amor romântico. Porém, em Amor e Pastel #Limantha as adolescente são tímidas e toda trama é norteada pelo amor romântico e por ambientes bucólicos. Essa questão pode ser observada na no trecho em que a fã descreve o primeiro beijo, citando o acaso do universo, a chuva, os raios de sol, etc.

No terceiro capítulo de Amor e Pastel #Limantha Lica e Samantha se beijam.

 

A intertextualidade também está presente na fanfic, apesar de não integrar o corpo do texto, as referências externas ao universo ficcional fazem alusão à banda Mula Manca e a Fabulosa Figura. Na seção Notas da História labruja explica aos leitores que o título da história e os títulos dos capítulos são nomes de músicas de sua banda favorita.

 

O user labruja explica as intertextualidades presentes na fanfic.

 

Nesse sentido, a fã une dois contextos distintos o do cânone e o da banda Mula Manca e a Fabulosa Figura, ampliando as camadas interpretativas da trama.

  • Ideologia e Valores

A dimensão da Ideologia e Valores proposta por Ferrés e Piscitelli (2015) abrange a escolha de labruja de ampliar e ressignificar o arco narrativo protagonizado por Lica e Samantha. O interesse amoroso envolvendo as personagens teve início na telenovela em dezembro de 2018, faltando três meses para o encerramento de Malhação – Viva a Diferença [3]. Dessa forma, ao optar dentre todos os personagens e plots que compõem a trama, pelo ship Limantha a fã, mesmo que indiretamente, repercute questões ligadas à sexualidade e a representação das personagens. Apesar de não citar diretamente a bissexualidade, Amor e Pastel #Limantha aborda a orientação sexual de Lica e Samantha de uma maneira leve, sem polêmicas e/ou tabus. As adolescentes também não demonstram receio de se relacionarem e não sofrem preconceito. É importante ressaltar que esses pontos podem estar interligados com o número de capítulos da trama, mas com base no conteúdo disponibilizado por labruja a temática LGBT é trata de forma leve.

A naturalidade com que o tema é desenvolvido pela fã fica nítida em Outro Par, o terceiro capítulo de Amor e Pastel #Limantha, quando MB (Vinicius Wester) diz que Lica e Samantha estão namorando. Durante a sequência nenhum personagem repercute o envolvimento das adolescentes de maneira pejorativa, pelo contrário, eles ressaltam que estavam demorando para elas ficarem juntas. A carga erótica da fanfic também é abordada de uma forma romântica e idealizada, e não reforça estereótipos. Dessa forma, apesar de estar explicitamente refletindo sobre as questões relacionadas à representação LGBT, a fanfic rompe com tabus ao tratar os desdobramentos narrativos de modo crítico. O consumo de drogas lícitas (álcool e cigarro) é abordado em alguns momentos de Amor e Pastel #Limantha. Os arcos narrativos que apresentam estes elementos não repercutem as possíveis consequências do consumo, entretanto Lica e Samantha não fazem o uso excessivo das substâncias.

  • Estética

De acordo com Jamison (2017) as fanfics abrangem um processo coletivo de produção de sentido. A autora afirma que esta construção coletiva envolve não só funções como Beta e Capista, mas também a do leitor. Esta troca pontuada por Jamison (2017) pode ser observada na seção de comentários, à medida que os capítulos são postados os leitores repercutem os acontecimentos da história e dão sugestões. “As comunidades de fanfiction são comunidades de escritores, e a interação as impulsiona tanto quanto as próprias histórias” (JAMISON, 2017, p. 231). No Nyah! Fanfiction a seção de comentários é composta por três campos pré definidos. São eles: O que mais gostou no capítulo? , O que acha que precisa se melhorado? e Comentários Adicionais. Como discutimos anteriormente, a fanfic Amor e Pastel #Limantha recebeu apenas um comentário. O user girlslikegirls afirma que não gostou na sequência em que Lica e Samantha se beijam na chuva, porque achou o arco muito bem descrito. A fã agradece os elogios e diz que mesmo estando sem tempo para atualizar a fanfic, comentários como o de girlslikegirls a incentivam a continuar.

A seção de comentários do Nyah! Fanfiction apresenta campos pré definidos.

 

Comentário de uma leitora na fanfic Amor e Pastel #Limantha.

 

Nesse sentido, apesar de não incentivar os leitores a comentarem o user labruja interage com os seus leitores e ressalta alguns pontos do seu processo criativo.

 

Labruja usa a seção Notas da História para explicar as intertextualidades da fanfic.

 

O fã também usa a seção Notas da História para justificar as intertextualidades presentes no título da história e nos capítulos. Entretanto, as letras das músicas citadas não estão correlacionadas com os desdobramentos narrativos da trama.

Notas

[1] Na seção Ajuda, o site informa que o usuário pode selecionar mais de um opção de gênero. Porém, para isso ele terá que segurar a tecla CTRL (Control) do teclado. Como se trata de um comando específico, um atalho que foge do usual, consideramos que as opções de classificação de gênero são binárias, a não ser que o user saiba o comando ou tenha procurado o mesmo na seção.

[2] Os fãs se reúnem para subir uma hashtag, o objetivo é que a indexação fique entre os Treding Topics mundiais.

[3] A fanfic foi postada no Nyah! Fanfiction após o encerramento de Malhação – Viva a Diferença.

Referências

JAMISON, A. Fic – Por que a fanfiction está dominando o mundo. São Paulo: Rocco, 2017.

JENKINS, H. Lendo criticamente e lendo criativamente. In Matrizes, v.9, n.1, p. 11-24, 2012. Disponível em: < https://bit.ly/2I9TWnn>. Acesso em: 2 jan. 2018

Observatório da Qualidade no Audiovisual

Comentar

Redes Sociais

Siga o #Observatório!