Observatório da Qualidade no Audiovisual

Oitavo B

Oitavo B

Por Daiana Sigiliano

Publicada no site Spirit, a fanfic Oitavo B, criada pelo user UmaOtaku-chan, é composta por 40 capítulos de em média 15 mil palavras. A história é protagonizada pelas personagens Lica (Manoela Aliperti) e Samantha (Giovanna Grigio) da vigésima quinta temporada de Malhação, intitulada Viva a Diferença (2017-2018, Rede Globo). Antes de analisarmos os principais pontos da Oitavo B e sua correlação com o cânone, é importante destacarmos algumas características da arquitetura operacional do Spirit.

O site oferece recursos de categorização e personalização da fanfic. Dessa forma, ao postar o conteúdo o fã consegue delimitar a indicação etária da história, as categorias, os gêneros e as palavras chave (tags). As informações ajudam o leitor a compreender, antes de navegar pelos capítulos, quais temas serão explorados na fanfic. Ao acessar a página de Oitavo B podemos observar, a partir das indicações feitas pelo user UmaOtaku-chan, de que se trata de uma trama não recomendada para menores de 18 anos. Entre os tópicos que justificam o aviso do fã estão as drogas, a linguagem inapropriada, o sexo e a violência. O user também informa que a fanfic é norteada pelos gêneros da aventura, da comédia, do drama e do romance. Os temas abordados na trama são o universo alternativo, a homossexualidade e os assuntos relacionados à comunidade LGBT. Neste sentido, a precisão e o modo como o fã classifica a fanfic irão interferir diretamente nos motores de busca do Spirit e, consequentemente, nas métricas de acesso do conteúdo. Isto é, a circulação da história depende, em parte, do modo como estas informações são organizadas pelo fã na página. Em outras palavras, a eficácia desta categorização facilitará a busca pela história no repositório do site.

O modo como as informações de Oitavo B e, como iremos destacar mais adiante, a forma como o fã constrói a trama e utiliza os recursos do Spirit (comentários, imagens, grafismos, etc.) podem estar relacionados ao seu histórico. No site o user UmaOtaku-chan é classificado como Usuário Veterano, o perfil indica que o fã foi registrado no Spirit no dia 2 de julho de 2012. Jamison (2017) pontua que a popularização da Internet nos anos 1990 e o ambiente da cultura da convergência possibilitaram que os fãs assumissem novas identidades através do anonimato da rede. Nesse contexto, muitos autores adotam users que não fazem alusões diretas aos seus nomes reais. A questão discutida por Jamison (2017) pode ser observada no user responsável pela Oitavo B, apesar do seu verdadeiro nome ser Maria Paula (a autora revelou o seu nome real nas Notas Finais do 27º capítulo de Oitavo B) a fã adotou o pseudônimo UmaOtaku-chan, que faz referência a cultura japonesa (mangas e animes).

Perfil do user UmaOtaku-chan no site de fanfics Spirit

De acordo com as informações do perfil do user no Spirit a Oitavo B é 42ª fanfic criada pela fã. As produções abrangem não só o âmbito televisivo como, por exemplo, as séries Hora da Aventura (2010-2018, Cartoon Network), Elementary (2012-atual, CBS), Glee (2009-2015, Fox), mas também séries literárias, bandas e jogos. Conforme é destacado em alguns capítulos de Oitavo B e na seção FAQ do site, grande parte das fanfics são revisadas pelos Beta Readers e /ou Beta Styles. Estas categorias de usuários atuam como uma espécie de editor, sugerindo alterações no texto, propondo imagens para ilustram as capas, auxiliando com possíveis dúvidas sobre a arquitetura operacional do Spirit, etc. A seleção dos  Beta Readers e dos Beta Styles é feita a partir de chamadas e avaliações internas do site.

Além de Oitavo B o universo ficcional de Malhação – Viva a Diferença também foi expandido por UmaOtaku-chan em outras duas fanfics. Desenvolvida em parceria com a user fckingloser a história de Saturn (Griperti) é focada em Manoela Aliperti e Giovanna Grigio, que interpretaram as personagens Lica e Samantha, respectivamente. A trama tem como principal arco narrativo o envolvimento amoroso das atrizes, que acabam dividindo um apartamento durante as gravações da telenovela. Já a fanfic I Found a Girl (Limantha) mostra o romance de Lica e Samantha, e apresenta capítulos mais curtos que o habitual, tendo em média 800 palavras.

Segundo as métricas do Spirit a fanfic Oitavo B foi criada durante a exibição de Malhação – Viva a Diferença no dia 31 de janeiro de 2018 e integra a lista de leitura de 220 usuários do site. Os capítulos foram visualizados 85.553 vezes, gerando uma média de 874 comentários. Como iremos discutir na análise das dimensões da competência midiática proposta por Ferrés e Piscitelli (2015), os comentários são dispostos no final dos capítulos, no espaço os leitores repercutem os desdobramentos da história, tiram dúvidas e trocam mensagens com o autor.

A página inicial da fanfic, que reúne as informações gerais e os atalhos para os 40 capítulos, também apresenta uma capa destacando os elementos centrais da história. Segundo a seção FAQ do Spirit as capas das fanfic podem ser criadas pelo próprio autor ou com a ajuda de um capista, um usuário que tem a função específica de editar as imagens. Na montagem de Oitavo B é possível observar o nome da autora (UmaOtaku-chan), o título (Oitavo B) e o slogan da história (Todos gostam de clichês. E Samantha vai aprender a gostar também), além de várias imagens de Lica e Samantha. A imagem em destaque é um trecho da cena em que as personagens se beijam pela primeira vez. Já o fundo (background) é formado por fotos promocionais da telenovela divulgadas pela Rede Globo e imagens genéricas (de cadernos, cafés, etc.).

Imagem principal da fanfic Oitavo B

Os capítulos de Oitavo B também apresentam capas individuais. As montagens são compostas por capturas de cenas da trama intercaladas com imagens genéricas (celulares, fone de ouvido, flores, etc.) e o título do capítulo. Um ponto que chama atenção nas capas individuais da fanfic é o uso das cores, o user combina o tom predominante das fotos das personagens com os objetos que compõe as imagens genéricas. Como, por exemplo, a capa do capítulo Hormônios em que o sofá vermelho em que Lica e Benê (Daphne Bozaski) estão sentadas e a parede branca do Galpão de Roney (Lúcio Mauro Filho) também estão presentes nas outras imagens da montagem, tais como a mesa de tintas, o computador e as latas de refrigerante.

De modo geral, as capas ressaltam as habilidades dos fãs com programas de edição de imagem e a capacidade de sistematização dos principais arcos narrativos que serão desenvolvidos na fanfic. Nesse sentido, as capas têm a função de apresentar ao leitor os desdobramentos dos capítulos, correlacionado as imagens com os pontos centrais história.

Imagens individuais dos capítulos Hormônios e Superação, respectivamente.

Segundo a sinopse disponibilizada pelo user UmaOtaku-chan Oitavo B  parte da seguinte premissa: Clichês viram clichês por um bom motivo, porque todo mundo ama. Samantha odeia histórias de amor e, particularmente, nunca acreditou muito nessa de “amor”. Quando a garota mais popular se vê diante da “nova” aluna, ela se percebe que talvez, só talvez, o amor possa existir. Ao longo de seus 40 capítulos a fanfic explora duas temporalidades. O passado, quando Lica ganha uma bolsa para o colégio Grupo e começa a cursar a oitava série e, posteriormente, o ensino médio, e o presente, que mostra a personagem e Samantha na fase adulta, casadas e com filhas.

 A trama tem como fio condutor o relacionamento do casal e explora os principais acontecimentos da vida de Limantha, tais como elas se conheceram, o primeiro beijo, as brigas, etc. Os desdobramentos da história são apresentados ao leitor a partir do ponto de vista de Lica, a personagem conta para as filhas a sua história de amor com Samantha. Entretanto, ao longo dos capítulos outras perspectivas e eu líricos são explorados na fanfic. Como, por exemplo, os relatos de Samantha, Guto (Bruno Gadiol) e Clara (Isabella Scherer). Oitavo B é composta por vários elementos que aproximam os leitores adolescentes da história como, por exemplo, referências da cultura pop (filmes, programas de TV, etc.), reproduções de mensagens de texto do aplicativo WhatsApp, trechos de músicas e piadas internas do fandon Limantha.

De acordo com Jenkins (2012) ao desenvolverem uma fanfic os fãs realizam dois tipos de leitura, a crítica e a criativa. O autor pontua que em um primeiro momento o fã avalia a obra como um produto estético, analisando sistematicamente cada elemento. Como, por exemplo, a caracterização dos personagens, os desdobramentos dos plots, as intertextualidades e a coerência narrativa. Posteriormente, o fã elabora novas concepções do universo ficcional, ampliando a narrativa em direções que não são estão presentes no cânone, explorando habilidades literárias, lúdicas, linguísticas e multimodais (JENKINS, 2012).

A fanfic Oitavo B tem como ponto de partida o romance de Lica e Samantha. Na TV o casal começou a integrar os arcos narrativos de Malhação – Viva a Diferença em dezembro de 2018 e se estendeu até o fim da temporada, em março de 2018. Entre os temas abordados no plot envolvendo as personagens estão o feminismo e o preconceito. Entretanto, apesar de reproduzir diálogos e situações do cânone a história de UmaOtaku-chan ressignifica a trama televisiva em diversos aspectos.

Segundo Jenkins (2012) é possível identificar pelo menos cinco elementos básicos que inspiram a criação de uma fanfic. Neste estudo de caso podemos ressaltar três pontos definidos pelo autor: as sementes, os silêncios e os potenciais. No elemento categorizado como semente, Jenkins (2012) destaca as informações que são introduzidas na história, mas não são desenvolvidas em sua totalidade. Na trama da Rede Globo os pais de Samantha não aparecem na história, apesar de serem citados em situações pontuais, o arco narrativo não é explorado. Como, por exemplo, na cena em que a adolescente diz a Anderson (Juan Paiva) que eles podem ir para a sua casa, pois seus pais estão viajando. Nesse sentido, apesar de não aparecerem em cena, os personagens interferem em algumas situações da telenovela. Em Oitavo B este plot é ampliado e ressignificado, na fanfic Samantha é órfã, porém a morte dos seus pais serve de fio condutor para vários desdobramentos, principalmente no relacionamento da personagem com Lica. Em alguns capítulos da história de UmaOtaku-chan a adolescente relembra momentos passou com os seus pais e como estas questões a tornaram insegura e com medo de estabelecer vínculos afetivos.

Outro elemento pontuado por Jenkins (2012) é o silêncio, o autor afirma que esta categoria se refere aos arcos narrativos que foram excluídos e/ou omitidos do cânone por razões ideológicas e/ou mercadológicas. A vigésima quinta temporada de Malhação abordou temas até então inéditos na telenovela, pela primeira vez a trama foi protagonizada por cinco mulheres. Ao longo dos 213 capítulos o programa discutiu questões como, por exemplo, o assédio sexual, a automutilação, a desigualdade social, o feminismo, o machismo, a homofobia e o poliamor.

Porém, por se tratar de um programa que vai ao ar às 17h40 da tarde e ser recomendado para maiores de 10 anos, os temas são explorados de forma mais branda, sem cenas explícitas e consequências drásticas. Em Oitavo B o silêncio discutido por Jenkins (2012) pode ser observado nas cenas românticas de Lica e Samantha e na discussão sobre o consumo de drogas ilícitas. Enquanto a telenovela mostrava poucos beijos do casal, em ângulos específicos, e nenhuma troca de caricias entre as adolescentes, na fanfic as sequências eram descritas de forma detalhada, sem qualquer tabu. As cenas que compunham o cânone eram ampliadas, explorando, por exemplo, a primeira vez do casal, o orgasmo múltiplo, o bondage. De acordo com Jamison (2017) o sexo é um elemento constante nas fanfics, tramas consolidadas como Sherlock e Star Trek apresentam uma densa produção de histórias norteadas pelo erotismo. O autor afirma que muitas vezes, ao detalhar e abordar a sexualidade dos personagens, os fãs engendram possibilidades estilísticas que seriam inviáveis no âmbito comercial, ressignificando o universo ficcional de modos invasores.

Também foram desenvolvidos pela fã desdobramentos relacionados à bissexualidade e aos diretos da comunidade LGBT. No cânone a bissexualidade não é abordada diretamente, a discussão é mais centrada na homossexualidade. Porém, nos capítulos de Oitavo B as personagens relatam preconceitos e refletem sobre os estereótipos. Como, por exemplo, em Maldição (capítulo 7) em que Lica rebate na sala de aula os rótulos que são colocados nas garotas bissexuais. Na mesma sequência da fanfic a adolescente explica, didaticamente, as siglas LGBT. Segundo Jamison (2017) ao discutirem questões relacionadas às minorias e aos padrões de representação de gênero as práticas dos fãs se tornam uma forma de resistência e ativismo.

Outro ponto que é explicitado em Oitavo B são as consequências do consumo de drogas ilícitas. O tema foi tratado no cânone a partir do arco narrativo protagonizado por Lica, antes de se envolver com Samantha, a personagem tem uma overdose. Entretanto, na telenovela o plot é rapidamente solucionado. Já na fanfic o envolvimento da adolescente com as drogas é abordado de um modo mais denso e dramático. Além dos constantes episódios em que a personagem é levada ao hospital em decorrência do consumo, a história de UmaOtaku-chan também aprofunda o estado mental de Lica. A partir do relato em primeira pessoa a personagem explica como a droga se tornou uma válvula de escape para os seus problemas familiares e como o vício afeta seus relacionamentos. O arco narrativo da automutilação, discutido na telenovela através de Clara, também ganha contornos mais densos na fanfic. Nos capítulos da história a fã narra, sob o ponto de vista das personagens Lica e Clara, a dor emocional das adolescentes.

Por fim, a categoria potencial se refere às projeções sobre o que poderia ter acontecido além dos limites do cânone (JENKINS, 2012). No último capítulo de Malhação – Viva a Diferença, Lica e Samantha saem para um mochilão pelo Brasil. Além de se passar no futuro, considerando a temporalidade da telenovela, ou seja, na trama de UmaOtaku-chan acompanhamos as personagens já na fase adulta, casadas e com filhos, a fanfic também dá continuidade a algumas projeções que foram feitas na atração televisiva. Como, por exemplo, o que aconteceu depois do mochilão e a carreira profissional seguida por Lica. Durante os capítulos de Malhação – Viva a Diferença a adolescente mostrava interesse em assumir a direção do Grupo, colégio de seu pai Edgar. Na Oitavo B os leitores acompanham a personagem à frente do Grupo e o seu relacionamento com os alunos e os funcionários.

Dimensões da Competência Midiática

 

  • Linguagem

            Conforme discutido por Jenkins (2014), a fanfic envolve dois modos de leitura, a crítica e a criativa. Nesse contexto, o próprio processo de ampliação do cânone por meio desta prática da cultura de fãs já apresenta um nítido diálogo com a dimensão da linguagem proposta por Ferrés e Piscitelli (2015). Ou seja, os arcos narrativos de Oitavo B foram estruturados a partir da leitura atenta feita pelo user UmaOtaku-chan, identificando as sementes, os silêncios e os potenciais. Nesse contexto, mesmo ampliando e ressignificando a trama de Malhação – Viva a Diferença o desenvolvimento da fanfic parte de um conhecimento apurado da fã sobre o universo ficcional da telenovela. A compreensão que UmaOtaku-chan tem sobre o cânone serve de fio condutor para manter a verrosimilhança da história.

Ao desenvolver a fanfic a fã também coloca em prática sua criatividade, no caso de Oitavo B a produção vai além da criação da trama em si e envolve habilidades relacionadas ao ambiente multimídia do Spirit. Como iremos aprofundar na dimensão da estética, ao longo dos capítulos a user UmaOtaku-chan não só repercute os acontecimentos de Oitavo B com os leitores, mas expande a fanfic para outras plataformas.

A capacidade de modificar os conteúdos existentes, destacada por Ferrés e Piscitelli (2015) na dimensão da linguagem, pode ser observada em diversos trechos da fanfic. Ao longo dos 40 capítulos a fã reproduz diálogos do cânone na integra, entretanto os trechos são explorados em contextos narrativos diferentes dos presentes na telenovela. Como, por exemplo, a conversa entre Lica e Samantha em que as adolescentes flertam enquanto estudam para a prova de física e o convite que Lica faz a Samantha para ir ao museu. Apesar de UmaOtaku-chan não alterar as falas das personagens a fã insere a sequência em situações distintas, a mudança abrange aspectos como o ambiente, o desdobramento da conversa e as consequências do plot. Nesse sentido, o leitor tem acesso a uma espécie de versão alternativa do diálogo exibido na TV. A Oitavo B também apresenta novas perspectivas dos arcos narrativos, grande parte da fanfic é contada a partir do ponto de vista de Lica. Dessa forma é possível compreender os sentimentos e intenções da adolescente. Em alguns capítulos os acontecimentos são relatados por outros personagens da trama. Como, por exemplo, quando Samantha conta sobre a morte dos pais e o acidente de Clara.

Além da ressignificação do universo ficcional de Malhação – Viva a Diferença a Oitavo B é permeada por vários elementos intertextuais. Os capítulos são compostos por camadas interpretativas que vão além do arco narrativo protagonizado por Lica e Samantha. Ao lermos a trama é possível observar as constantes citações de memes como, por exemplo, “às vezes o individuo está louco na droga”, “já se hidratou hoje?”, “quer o mundo? eu te dou!”, “Deus me dibre, mas quem me dera”. As referências ampliam a produção de sentido das cenas e também aproximam os temas abordados dos leitores adolescentes.

Como será detalhado na dimensão da estética, os desdobramentos dos arcos narrativos da fanfic, em sua grande maioria, são intercalados por trechos de músicas. As canções, de artistas como Camila Cabello, blink-182, Nomy, Demi Lovato, EDEN, Imagine Dragons, são usadas pela fã como recurso narrativo. Isto é, durante as sequências as personagens citam trechos das músicas para explicitarem seus sentimentos, medos e inseguranças. Assim como no cânone, em algumas sequências, Samantha, que integra a banda Os Lagostins, se declara para Lica interpretando canções românticas.

Os elementos intertextuais de Oitavo B também abrangem obras literárias, séries estadunidenses e a cultura pop. No capítulo 8, especificamente, Lica faz uma analogia entre Samantha e Capitu, de Dom Casmurro. A personagem diz que a namorada tem os mesmos ‘olhos de ressaca’ presentes na obra de Machado de Assis. O mesmo acontece com as referências às séries televisivas. UmaOtaku-chan usa as tramas para ressaltar alguns acontecimentos na fanfic. Nesse sentido, a fã faz comparações entre as situações e as tramas estadunidenses. Como, por exemplo, “Eu não tenho culpa se você está pagando de mãe da Meredith Grey, meu cheiro” e “Mas sério, eu me sinto dentro da série Glee e a Satamantha é a Quinn Fabray da primeira season antes da gravidez”. Em outros capítulos, é possível observar referências diretas a Grey’s Anatomy (2005- atual, ABC) em que Lica usa trechos da série de Shonda Rhimes para refletir sobre os seus sentimentos por Samantha.

Trecho o capítulo 23, Feliz, da fanfic Oitavo B.

O universo ficcional de How I Met Your Mother (2005-2014, CBS) também está presente em vários trechos de Oitavo B. Assim como na série estadunidense os personagens usam eufemismos para referirem ao consumo de drogas ilícitas. Ao contar as filhas sua história com Samantha, Lica adota as mesmas expressões que Ted (Josh Radnor), como, por exemplo, fumar um sanduíche.

A intertextualidade da fanfic também explora vários elementos da cultura pop, tais como os filmes Meninas Malvadas (2004) e Rei Leão (1994). Os personagens de Oitavo B estabelecem uma correlação entre os longas metragens e os acontecimentos do colégio Grupo. As falas citam o nome do personagem e/ou do filme, tais como “Regina George ficaria feliz em saber que existe uma cópia fiel dela aqui no Brasil” e “Não seria perigo? – perguntei falando a palavra real da referência a Rei Leão”. Além das referências, os longas metragens reforçam a temporalidade da história. No capítulo 27, por exemplo, Samantha diz que queria muito ver Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald (2018). Nesse contexto, a fanfic reflete os principais assuntos que integram o repertório do seu público alvo.

O mesmo acontece quando Lica comenta sobre a separação do grupo Fifth Harmony, a adolescente diz: Reclamei no galpão. Miss Movin’On tacava alto, parei, nossa senhora, que bad bateu agora. Camila saiu da banda. E Fifth Harmony tinha aunciado a pausa. Apesar de fazer referência ao âmbito musical, a fala da personagem gera identificação no público, pois aproxima a ficção do cotidiano de uma jovem de 16 anos. As integrantes da banda são citadas em outros capítulos de Oitavo B, porém estabelecem outra função narrativa. UmaOtaku-chan usa piadas internas do fandon de Fifth Harmony como, por exemplo, quando Lica diz: “Olhe para ela, está branca igual a Lauren Jauregui, ela está passando mal”. A fala da personagem ironiza a cor da integrante, que é constantemente repercutida pelos fãs. O recurso usado por UmaOtaku-chan se deve ao público alvo de Oitavo B, ao acessamos os perfis dos leitores que comentam assiduamente a fanfic é possível ver que vários têm em sua biblioteca no Spirit histórias e autores relacionados a banda.

O fandom de Limantha também é constantemente citado por UmaOtaku-chan, em diversos capítulos a fã faz referências a piadas internas e provoca outros shipps da telenovela. Nesse contexto, as intertextualidades também estão relacionadas com a vida pessoal do elenco de Malhação e o seu diálogo como os fãs através das redes sociais. Esta questão se materializada, por exemplo, quando UmaOtaku-chan usa a palavra madrinha ao se referir a Tina. Durante a exibição de Malhação – Viva a Diferença a atriz Ana Hikari (Tina), postava em sua conta pessoal no Twitter mensagens de apoio e memes do casal Lica e Samantha. Os tuítes da atriz repercutiam instantaneamente no fandom de Limantha e os fãs a nomearam como madrinha do ship. Em Oitavo B, depois que as personagens ficam juntas pela primeira vez Tina se auto-intitula madrinha do casal, imbricando a ficção e a realidade.

Na fanfic Tina é nomeada madrinha do casal, o título foi criado no Twitter pelos fãs de Limantha.

Outros assuntos recorrentes no fandom também foram inseridos na fanfic tais como as referências a fantasia usada por Giovanna Grigio no carnaval de 2018, na história Samantha se fantasia de sol assim como sua intérprete, e o apelido do Gabriel Calamari (Felipe). Depois de alguns desentendimentos no Twitter entre o ator e os fãs de Limantha, Gabriel passou a ser chamado de bode, ao longo dos capítulos da fanfic UmaOtaku-chan usa o apelido para se referir ao personagem Felipe. As provocações a outros fandons de casais de Malhação – Viva a Diferença também integraram a Oitavo B. Em vários capítulos a fã criticava, por exemplo, o shipp Felica (Lica e Felipe) e sempre descrevia Felipe como carente e possessivo. A fanwar fica ainda mais nítida no capítulo 9, quando UmaOtaku-chan insere na arte da capa as palavras “no thanks”, fazendo alusão ao meme de Manoela Aliperti. A viralização da expressão no fandom Limantha teve inicio quando Gabriel Calamari divulgou, sua conta pessoal no Twitter, um print de uma conversa com a atriz. No diálogo, via WhatsApp, ele insiste para que a intérprete de Lica crie uma conta na rede social e ela responde: no thanks. Instantaneamente, o fandom começou a rir da forma como a atriz respondeu Calamari e criar conteúdos em que a expressão poderia ser usada no cotidiano. Mesmo não integrando o texto do 9º capítulo de Oitavo B, os leitores reconheceram a provocação e repercutiram nos comentários.

Os leitores de Oitavo B reconhecem a expressão no thanks inserida na arte da capa do 9º capítulo.

Outras expressões do fandom foram usadas na fanfic tais como “rei e rainha do vale”, “mili cega”, “caverna”, “solvera”, “endgame”, entre outras.

O universo ficcional de Oitavo B não se limita a vigésima quinta temporada de Malhação. No capítulo 12 os personagens de Malhação: Intensa como a Vida (2012-2013, Rede Globo) são inseridos na fanfic. O crossover acontece durante uma festa em que Lica, Samantha e seus amigos do colégio Grupo estão, na trama criada pela fã K1 (Talita Younan) é prima de Fatinha (Juliana Paiva).

Na sequência da festa também são citados por UmaOtaku-chan os personagens Lia (Alice Wegmann), Juliana (Ágatha Moreira), Dinho (Guilherme Prates) e Bruno (Rodrigo Simas), todos de Malhação: Intensa como a Vida. Posteriormente, no capítulo 16, Fatinha se muda para o colégio Grupo, porém a adolescente não integra os principais arcos narrativos de Oitavo B.

            Apesar de não interferirem diretamente nos desdobramentos da fanfic os programas televisivos Chiquititas (2013-2015, SBT) e 3 Teresas (2013-2014, GNT) são citados por UmaOtaku-chan. Além de ter Giovanna Grigio no elenco a telenovela Chiquititas acabou ganhando repercussão no fandom Limantha. Como forma de protesto há alguns plots de Malhação – Viva a Diferença os fãs trocaram seus avatares no Twitter por uma imagem de Mili (Giovanna Grigio), como se eles tivesse se negando a assistir as cenas. Na fanfic a expressão “mili cega” foi usada em diversos capítulos.

Para protestar contra os desdobramentos do arco narrativo envolvendo Lica e Samanha os fãs trocaram seus avatares no Twitter. A referência também foi usada na fanfic Oitavo B.

A atração do SBT também é citada, de forma irônica, no capítulo 12, quando Lica diz a Tina que Mili, de Chiquititas, é a ‘cara da Samantha’. Na sequência seguinte as personagens se reúnem no quatro do colégio interno para assistir a telenovela e comprovar se a amiga é ou não parecida com a protagonista do folhetim.

A fanfic ironiza o fato de Samantha ser parecida com a personagem Mili, da telenovela Chiquititas.

A série 3 Teresas, do canal pago GNT, é citada é um momento pontual de Oitavo B. No capítulo 22, um dos arcos narrativos é foco na mãe biológica de Lica, na trama ela se chama Marta Rodrigues. Apesar de manter o mesmo nome do cânone, o sobrenome da personagem é o mesmo da Tetê, de 3 Teresas, interpretada por Manoela Aliperti (Lica). Nesse contexto, as intertextualidades da fanfic abrangem diversas camadas interpretativas, estimulando a leitura atenta dos leitores que reconhecem instantaneamente as referências que vão além do universo ficcional da telenovela.

  • Ideologia e Valores

 

A dimensão da ideologia e valores proposta por Ferrés e Piscitelli (2015) está presente de maneira mais ampla na escolha do casal Lica e Samantha como protagonistas da fanfic Oitavo B. As personagens formaram, em 23 anos de exibição, o primeiro casal bissexual de Malhação. Nesse sentido, ao optar, entre todos os personagens da temporada e os diversos casais, pelo shipp Limantha ressalta a capacidade de refletir, questionar e modificar os valores e os estereótipos presentes na telenovela. Ao longo dos 40 capítulos a fã não só ressignifica o cânone, mas amplia e reforça as questões ligadas à sexualidade e a representação das personagens.

Como discutimos anteriormente um dos pontos centrais de Oitavo B é o romance de Lica e Samantha e o erotismo que envolve este relacionamento. Nesse contexto, cada caricia é descrita com detalhes, o sexo é destacado em quase todos os capítulos. Porém, apesar da temática ser recorrente nesta prática da cultura de fãs, no caso da fanfic analisada a ampliação desde arco narrativo também está relacionada com o modo como o namoro das personagens foi abordado da TV.

https://idontknowimdrunk.tumblr.com/post/170630765237

Na primeira imagem vemos o selinho do casal, que foi muito criticado pelos fãs, em Oitavo B o envolvimento de Lica e Samantha é descrito sistematicamente.

Nesse contexto, ao explorar a sexualidade de Lica e Samantha, UmaOtaku-chan insere questões que não poderiam ser tratadas no horário de exibição de Malhação – Viva a Diferença e que foram criticadas pelos fãs. Uma das reclamações dos fãs era que o casal não trocava caricias durante os beijos, no Twitter os telespectadores repercutiam que enquanto os personagens heterossexuais se beijavam ardentemente, Lica e Samantha davam apenas selinhos. Em Oitavo B, as sequências românticas são erotizadas, descrevendo sistematicamente cada toque, gesto e sensação. Enquanto o sexo ficava subentendido na telenovela, na fanfic as personagens tinham uma vida sexual ativa. O tópico era explorado não só entre Lica e Samantha, mas com os affairs das adolescentes.

O dia do Orgulho LGBT, comemorado em 28 de junho, foi destacado pela fã no capítulo 21. Apesar de não integrar os desdobramentos narrativos da trama, o dia foi celebrado por UmaOtaku-chan. Como pode ser observado na seção Notas do Autor: Como hoje é dia mundial do orgulho LGBT, nada melhor do que comemorar com uma atualização de 8B (Oitavo B) né?. Nos comentários os leitores agradeceram a postagem antecipada do capítulo, que em média é de 10 dias.

As questões ligadas a orientação sexual das personagens foram ampliadas por UmaOtaku-chan. Nos capítulos Lica reflete sobre os estereótipos e os preconceitos que sofre por ser bissexual, enquanto na telenovela nem ela nem Samantha se assumem de fato. Nesse contexto, a fã usa a fanfic como ferramenta, considerando as limitações do conteúdo, de debate e conscientização de assuntos que ainda são vistos como tabus.

Oitavo B também aprofunda a carga dramática dos dramas vividos pelas personagens, tais como o relacionamento familiar, o bullying, a automutilação, o suicídio e o consumo de drogas. Por ter o eu lírico em primeira pessoa os relatos sobre estas questões ficam ainda mais pessoais e próximos dos leitores. Na seção comentários dos capítulos da fanfic, podemos observar vários leitores dizendo que se identificaram com os arcos narrativos e que a história os ajudava a superar problemas semelhantes.

Na seção de comentários do capítulo 21, uma leitura agradeça a autora pelos temas abordados na fanfic.

Esta empatia gerada pelos assuntos abordados por UmaOtaku-chan também se dá pelo perfil da fã. Assim como grande parte do público de Malhação – Vida a Diferença e, consequentemente, da Oitavo B a fã também é adolescente, desta forma UmaOtaku-chan acaba tendo um diálogo muito próximo com os seus leitores, compartilhando  os mesmos interessantes.

Apesar de toda carga dramática que envolve alguns acontecimentos da fanfic, a fã tem consciência de sua responsabilidade ao publicar uma história que trata temas tão densos.

Na seção de notas dos capítulos 13, 17 e 20, respectivamente, a fã alerta sobre a carga dramática de Oitavo B.

Em diversos capítulos UmaOtaku-chan justifica, nas seções de Notas do Autor e Notas Finais, a carga dramática com que os assuntos são tratados. A fã recomenda que caso o leitor não se sinta confortável com os desdobramentos da trama que não leia o capítulo. UmaOtaku-chan também reforça que as atitudes controversas de Lica e Samantha são reflexo da imaturidade das personagens e que se trata de uma ficção.

  • Estética

A dimensão da estética, proposta por Ferrés e Piscitelli (2015), pode ser observada em diversos aspectos de Oitavo B. Na sinopse da fanfic a fã destaca os clichês das histórias de amor, a questão é retomada em alguns capítulos da trama. UmaOtaku-chan afirma, na seção Notas do Autor, que reconhece que certos recursos narrativos usados na fanfic são previsíveis, mas que o clichê faz parte do universo ficcional proposto por ela. Nesse sentido, a fã não só consegue identificar o elemento como também o insere na trama a fim de cumprir seu objetivo.

Outro ponto pertinente em Oitavo B são as reflexões sobre o âmbito das fanfics. Na seção Notas do Autor de alguns capítulos UmaOtaku-chan faz uma curadoria de fanfics de Limantha. Além de indicar o título, também é disponibilizado o link do conteúdo nos sites Spitit e Wattpad. Dessa forma, a fã incentiva que os leitores conheçam outras produções e ampliem o seu repertório. O âmbito das fanfics também integra os capítulos de Oitavo B. Como, por exemplo, em Casa (capítulo 8) e Epílogo (capítulo 25) que Lica alerta Samantha que ler fanfics é um caminho sem volta e, posteriormente, que a vida não é uma fanfic.

A personagem Lica repercute o âmbito das fanfics em Oitavo B.

Essa metalinguagem usada pela fã se ganha mais pertinência dentro do universo ficcional da trama, no capítulo 15 UmaOtaku-chan apresenta um novo arco narrativo de Tina, em que a adolescente escreve uma fanfic. No plot as personagens Lica, Samantha e Clara repercutem o texto da colega, a história é sobre uma banda japonesa. No capítulo 18 a fã releva que fanfic criada por Tina não é fictícia e irá disponibilizar o link nas Notas Finais. Apesar de não interferir nos acontecimentos da história, a fanfic de Tina amplia o universo ficcional de Oitavo B, o tornando mais dinâmico. A metalinguagem ainda ganha outros desdobramentos na trama de UmaOtaku-chan. No capítulo 21, a personagem faz, em parceria com Isabela, uma fanfic de Lica e Samantha. Além de inserir na integra o texto de Tina sobre o casal, a fã ainda apresenta ao leitor os comentários e reações das personagens ao lerem a história fictícia sobre elas. Nesse contexto, UmaOtaku-chan subverte a própria linguagem desta prática da cultura de fãs, trazendo novas camadas interpretativas para a sua produção.

Ao longo dos 40 capítulos de Oitavo B também é possível observar a compreensão crítica que a fã tem da estrutura de uma narrativa. Como ressaltamos anteriormente, a trama se passa em duas temporalidades, para trazer mais ritmo a fanfic e não confundir os leitores UmaOtaku-chan encadeia os eventos a partir de sua similaridade e adota recursos gráficos. Por exemplo, no capítulo 24, intitulado Vilão, a fã estabelece um paralelo entre a relação conturbada que Lica tinha com o seu pai no passado e a sua convivência com ele no presente depois do nascimento de suas filhas. Dessa forma, os acontecimentos da trama são alinhavados, mostrando aos leitores as consequências e desdobramentos dos arcos narrativos.

As mudanças cronológicas e a alternância de sequências e eu líricos é delimitada por recursos como itálico e negrito. Além de indicar as mudanças visualmente, a fã usa as seções Notas do Autor e/ou Notas Finais para perguntar se os leitores estão com alguma dúvida e a seção de comentários para responde-los individualmente.

A fã UmaOtaku-chan perguntas se os leitores têm dúvidas referentes ao 28º capítulo e responde uma leitora.

O modo como UmaOtaku-chan usa os recursos da arquitetura operacional do Spirit está diretamente relacionado com a dimensão da estética. Na seção de comentários a fã estabelece um diálogo próximo com os seus leitores, além de agradecer a repercussão positiva da história ela indica músicas para ouvir lendo os capítulos, comenta os acontecimentos de Malhação – Viva a Diferença (quando a atração ainda estava no ar), pede sugestões para a cor das capas e adianta alguns detalhes dos capítulos que serão publicados. Algumas intertextualidades também são pontuadas por UmaOtaku-chan como, por exemplo, o sobrenome de Marta, que faz alusão a personagem de Manoela Aliperti (Lica) na série 3 Teresas. Na seção Notas do Autor a fã avisa que o capítulo tem um easter egg e na Notas Finais ela explica a referência.

A fã explica o easter egg presente no 22º capítulo de Oitavo B.

O mesmo acontece nas Notas do Autor e nas Notas Finais, o espaço é usado para divulgar outras fanfics, discutir sobre os capítulos da telenovela, e explicar aos leitores a estrutura narrativa da fanfic e seus principais desdobramentos, que na perspectiva da fã podem gerar possíveis dúvidas nos leitores. Nas seções UmaOtaku-chan também compartilhada o seu processo criativo. A fã detalha seus bloqueios criativos, a forma como se organiza para desenvolver os capítulos, como elabora os arcos narrativos, etc. Ao discutir e compartilhar o seu processo criativo, UmaOtaku-chan reflete sobre o seu modo de escrita e criação de Oitavo B.

UmaOtaku-chan  detalha seu processo criativo na seção Notas do Autor do capítulo 13, intitulado Memória.

O universo ficcional da fanfic foi expandido em outras plataformas, tais como o WhatsApp, o Twitter e o Spotify. As contas eram gerenciadas por UmaOtaku-chan e tinha a função de aprofundar a história de Lica e Samantha. No aplicativo WhapsApps a fã criou um grupo para repercutir os acontecimentos de Oitavo B e compartilhar informações sobre as atrizes Manoela Aliperti (Lica) e Giovanna Grigio (Samantha). O link com o convite para participar do grupo foi divulgado por UmaOtaku-chan em um dos capítulos de Oitavo B no site Spirit.

 A trama também era explorada no Twitter, através de sua conta pessoal na rede social a fã fez enquetes solicitando a participação do público em questões como, por exemplo, quais músicas devem ser citadas pelas personagens, qual dia é melhor para a publicação dos capítulos, etc. Os leitores da fanfic usaram o microblogging para criarem perfis fictícios dos personagens de Oitavo B. O unicórnio mentor de Lica, Pedro Santiago, que aparece em suas alucinações, foi personificado no Twitter através do user @unipedrosantiag. Os leitores interagiam com o perfil e comentavam os acontecimentos da fanfic.

UmaOtaku-chan agradece a criação do perfil fictício de Pedro Santiago no Twitter e os leitores interagem o perfil na rede social.

Como discutimos anteriormente, a música tem um papel fundamental no universo ficcional de Oitavo B. Ao longo dos capítulos a fã indica canções para serem escutadas durante a leitura de sua fanfic e usa as letras para explicitar os sentimentos de Lica e Samantha. Porém, no capítulo 15 UmaOtaku-chan cria uma playlist no serviço de streaming Spotify.

A playlist reúne todas as canções citadas em Oitavo B e é atualizada de acordo com publicação dos capítulos. A capa destaca o título da fanfic e as protagonistas Lica e Samantha.

Referências

JAMISON, A. Fic – Por que a fanfiction está dominando o mundo. São Paulo: Rocco, 2017.

JENKINS, H. Lendo criticamente e lendo criativamente. In Matrizes, v.9, n.1, p. 11-24, 2012. Disponível em: < https://bit.ly/2I9TWnn>. Acesso em: 2 jan. 2018

Observatório da Qualidade no Audiovisual

Comentar

Redes Sociais

Siga o #Observatório!