Observatório da Qualidade no Audiovisual

Two worlds, two girls

A fanfiction Two worlds, two girls foi publicada no site Spirit e é constituída de 22 capítulos mais um epílogo, todos com uma média de mil palavras. A história, criada pela user SrtDeixaEmOff teve início em 27 de dezembro de 2017. Neste período, a novela Malhação – Viva a Diferença (2017-2018, Rede Globo) estava sendo transmitida na televisão. O enredo explorado pela autora gira em torno do casal Limantha, interpretado pelas atrizes Manoela Aliperti (Lica) e Giovanna Grigio (Samantha). Como será destacado mais adiante na análise, a trama acompanha o desenvolvimento da relação entre as duas jovens, bem como as dificuldades enfrentadas por elas em virtude do preconceito.

Na página inicial da história, temos uma sinopse:

“Não posso dizer que passei horas me arrumando ou que pensei nisso por dias porque seria mentira; eu apenas sai de casa, decidida a fazer qualquer coisa que me permitisse viver, viver com ela mas quando a vi ali, beijando um garoto, bom…isso me destruiu e talvez tudo tenha começado a dar errado naquele momento…ou tudo certo…”~Lica

Além disso, a página inicial possui informações básicas como número de visualizações, número de palavras, categoria, tags, classificação etária, entre outras. Além disso, temos também a capa da fanfic e a lista de capítulos. Two worlds, two girls não é recomendada para menores de 18 anos. Seus gêneros incluem: drama (tragédia), festa, ficção adolescente, LGBT, romance e novela, violência, yuri (lésbica). Possui conteúdos sobre: adultério, álcool, bissexualidade, drogas, heterossexualidade, homossexualidade, insinuação de sexo, linguagem imprópria, nudez, sexo. As tags incluem: Gune, Jotellen, Keyto, Limantha, Malhação, Romance, Tinderson, Viva a Diferença. Podemos ver também nesta página as abas Favoritos e Atualizações.

Em seu perfil, a autora não identifica seu nome, apenas seu sexo, data de aniversário (7 de outubro) e seu endereço no Twitter: @Anelim_srt. O user SrtDeixaEmOff já deixa uma pista que a autora prefere não se identificar pois a expressão “deixa em off” significa omitir algo ou não contar alguma coisa para alguém. Ela tem uma foto de capa e um avatar que remetem à personagens de ficção. A usuária fez seu cadastro no site Spirit em 14 de agosto de 2014. Ela possui 26 histórias publicadas no site, contando com Two worlds, two girls. Assim como na fanfic que estamos analisando, várias dessas histórias publicadas pela user abordam os temas LGBT, drama, romance e yuri (lésbica). Inclusive, há outras publicações sobre a novela Malhação – Viva a Diferença. Há também outras fanfics baseadas em séries estrangeiras como Riverdale, Atypical, The Originals e The Vampire Diaries. A autora também publicou histórias baseadas em artistas do meio musical como Fifth Harmony, One Direction, Shawn Mendes e Justin Bieber. Além disso, a user SrtDeixaEmOff ainda publicou no site duas histórias originais. A sua lista de leituras inclui fanfics sobre Malhação, Fifth Harmony e Riverdale, todas estas se relacionam com as histórias publicadas pela SrtDeixaEmOff na temática e gênero. A página da usuária possui 242 seguidores até a data de publicação desta análise.

Two worlds, two girls possui apenas uma capa geral, diferente de algumas fanfics nas quais os autores colocam uma capa em cada início de capítulo. Trata-se de um mosaico com diversas imagens de cenas da novela Malhação – Viva a Diferença. Na parte superior esquerda, vemos dois casais: Benê (Daphne Bozaski) e Guto (Bruno Gadiol), e Keyla (Gabriela Medvedovski) e Tato (Matheus Abreu). No canto superior direito, outros dois casais: Tina (Ana Hikari) e Anderson (Juan Paiva), e Ellen (Heslaine Vieira) e Jota (Hall Mendes). Na parte central temos três imagens: no lado esquerdo o casal MB (Vinicius Wester) e K1 (Talita Younan), e no lado direito o casal Clara (Isabella Scherer) e Fio (Lucas Pentado). Mais abaixo, temos uma foto das “five”, as amigas Tina, Lica, Benê, Keyla e Ellen. As demais fotos da capa estão diretamente ligadas ao arco narrativo de Limantha. No canto superior central há uma imagem de Lica e Samantha deitadas conversando e no canto inferior central outra imagem das duas com os narizes encostados, em uma demonstração de afeto. Nas laterais da parte central da imagem vemos duas fotos em preto e branco: do lado esquerdo vemos o casal Limantha conversando e no direito Lica está chorando, com a mão direita sobre o rosto. Essas duas cenas indicam um estado de conflito pelo conteúdo e por estarem em preto e branco. Esse clima de conflito se estende nas imagens laterais do canto inferior: no lado esquerdo vemos uma imagem em preto e branco fechada no rosto de olhar cabisbaixo de Lica e logo abaixo uma cena perecida, de Edgar (Marcello Antony), dessa vez em cores. Do lado direito vemos Lica chorando deitada na cama, novamente em uma foto em preto e branco, e abaixo temos uma foto em cores de Malu (Daniela Galli) com uma expressão séria. Posicionado no centro da imagem, está o título da fanfiction, Two worlds, two girls em fonte de cor branca. Como poderemos ver mais adiante, a capa de Two worlds, two girls dialoga de uma maneira muito próxima com o arco narrativo da fanfiction e dá ao leitor uma prévia dos conflitos que são abordados pela autora na história.

De acordo com as métricas do site Spirit, Two worlds, two girls possui 49 mil visualizações, foi favoritada por 488 usuários e faz parte de 134 listas de leitura. Sua sinopse é a seguinte: “Não posso dizer que passei horas me arrumando ou que pensei nisso por dias porque seria mentira; eu apenas sai de casa, decidida a fazer qualquer coisa que me permitisse viver, viver com ela mas quando a vi ali, beijando um garoto, bom…isso me destruiu e talvez tudo tenha começado a dar errado naquele momento…ou tudo certo…”~Lica. Podemos perceber neste trecho o sentimento que a personagem Lica nutre por Samantha. A sinopse também deixa a entender que as duas garotas terão um envolvimento amoroso na história e que o enredo irá girar em torno disso. Ao longo dos capítulos, a autora intercambia os pontos de vista de Lica e Samantha, além de outros personagens periféricos da fanfiction, o que demonstra habilidades de lidar com a linguagem e de explorar diversas subjetividades e angulações dentro na narrativa.

Para Jenkins (2012) as fanfictions são um importante exemplo de conteúdo no qual os fãs exercem a leitura crítica e criativa. Ao assistirem um programa de seu interesse, algumas pessoas possuem a capacidade de realizar conexões com a história e possuem um olhar mais profundo em relação ao enredo. Ao escreverem suas próprias versões dessa mesma história e compartilhá-las na rede, elas estão colocando em prática sua criatividade, fruto de um olhar apurado sobre aquele conteúdo e desenvolvendo um fluxo de troca coletiva com outros fãs interessados no mesmo programa.

A fan fiction representa um exemplo vívido da ação de ler criativamente e criticamente. Fan fiction se refere a histórias originais e romances ambientados nos universos fictícios de séries de TV, filmes, quadrinhos, games e outras propriedades midiáticas favoritas. Atualmente, fãs escrevem milhares de histórias a cada ano dedicadas a centenas de diferentes textos midiáticos. Os escritores normalmente são amadores; as histórias são trabalhos de amor. Muitas dessas histórias são distribuídas on-line. (JENKINS, 2012, p.13)

Segundo Jenkins, os escritores de fanfictions desenvolvem seu vocabulário próprio ao produzirem uma história. Muitos dos termos utilizados nesses textos são direcionados às características do público daquele determinado programa, assim como há também uma espécie de negociação entre o texto dos fãs e o texto do conteúdo original. Uma das principais marcas dessas histórias são as inúmeras possibilidades que os fãs têm de criar suas próprias visões daquele mundo narrativa e assim expandir o entendimento de outras pessoas sobre os programas que eles admiram. A troca de informações e o compartilhamento de opiniões é outro fator que torna as histórias especiais, pois, na opinião de Jenkins, o texto é apenas um ponto de partida e as fanfictions transformam aquele conteúdo que, antes estava fechado em si mesmo na sua própria mídia, em algo vivo, em constante transformação pelas mãos dos fãs.

A fanfiction deu a muitos escritores permissão e encorajamento para fazer algo que nunca imaginariam que poderiam fazer – em parte porque podem fazê-lo de forma privada, sem parecer que estão arrogantemente reivindicando o título culturalmente valioso e pomposo de “escritor”. Além do mais, as comunidades de fanfiction oferecem uma rede de apoio para escritores iniciantes de uma forma que nenhum empreendimento comercial poderia (JAMISON, 2013, p.34)

Além de criarem enredos e conflitos inéditos de acordo com sua própria criatividade, os escritores de fanfictions são pessoas especializadas em explorar traços de uma determinada narrativa ficcional que não foram exploradas ou não tiveram uma grande atenção no conteúdo original. São essas “lacunas” que servem como impulsos para que os fãs intervenham naquele universo e deem sua contribuição para ampliar a percepção sobre a história. As fanfictions podem ser entendidas como a materialização dos desejos dos fãs que não foram realizadas no conteúdo original.

De acordo com Jenkins (2012) existem cinco elementos distintos que motivam os fãs a criarem suas versões pessoais da história para completar essas lacunas do enredo original. Em Two worlds, two girls podemos apontar que três desses elementos serviram como incentivo para que a autora SrtDeixaEmOff produzisse sua narrativa. As sementes são partes exploradas na fanfiction que não foram muito desenvolvidas na história original. No capítulo 5, Edgar e Malu, respectivamente pai e madrasta de Lica, se deparam com as duas garotas juntas e as repreendem. Limantha então enfrenta os dois e as garotas entram de mãos dadas no colégio. A reação de Edgar ao relacionamento das garotas não havia sido mostrada na televisão e uma fã inclusive comentou que o comportamento do pai de Lica seria exatamente igual ao que foi retratado no texto.

Os buracos são elementos que possuem grande relevância para a compreensão da história e que os fãs desejam que estivessem presentes na história. Na fanfiction a relação entre Lica e Samantha é abordada de uma forma bem mais intensa e íntima do que foi vista em Malhação. Em um trecho do capítulo 3, as meninas estão no quarto de Lica e podemos ter contato com os sentimentos que ela tem por Samantha em um momento de carinho entre as duas.

Os potenciais são acontecimentos descritos nas fanfictions que poderiam ter ocorrido após o término da narrativa original. Em Two worlds, two girls, Limantha se casa e tem um casal de filhos: Helena e Felipe.  No final do último capítulo, Samantha narra a alegria de estar junto com sua esposa e os filhos no quarto de sua menina recém-nascida.

 

Dimensões da competência midiática

  • Linguagem:

De acordo com o conceito de Ferrés e Pisctelli (2015), a dimensão da Linguagem envolve a capacidade de alterar os conteúdos existentes, dando a eles novos valores e significados. Ao explorar de maneira mais profunda o relacionamento de Limantha e inclusive expandir a temporalidade da história em relação à narrativa da televisão, a autora desenvolveu amplamente os pontos dessa dimensão. No capítulo 22, a autora dá um grande salto temporal na história em relação ao capítulo anterior. O capítulo começa com Limantha acordando juntas na mesma cama. Lica se refere à Samantha como sua esposa, assim a autora informa ao leitor que as duas garotas se casaram.

Elas escutam barulhos de batidas na porta e um chamado de “mamãe”, quando entra um menino no quarto.

A intertextualidade com outras narrativas ficcionais é muito presente em Two worlds, two girls. No capítulo 6 podemos perceber de maneira clara esta característica quando Lica manda uma mensagem de celular para Samantha. Aqui, a dimensão da linguagem se destaca, quando Samantha explica o nome de identificação que ela colocou para Lica, que é “Liebe”. Samantha explica que significa amor em alemão e que ela se apaixonou pela língua após maratonar o seriado Dark com Lica.

Outro aspecto da dimensão da Linguagem é a habilidade para escolher entre diversos sistemas de representação de acordo com o contexto comunicacional. Na maior parte, a história é narrada por Lica e Samantha. Sendo que em alguns capítulos temos o ponto de vista de apenas uma das garotas e outras vezes as duas. Alguns capítulos, como o oitavo, por exemplo, mostram o ponto de vista dos personagens coadjuvantes de Two worlds, two girls. Mostrar o ponto de vista de diversos personagens da história a enriquece e torna mais complexa a narrativa.

  • Ideologia e Valores:

A dimensão de Ideologia e Valores se refere, segundo Ferrés e Piscitelli (2015), às habilidades para modificar conteúdos e produzir mensagens no sentido de contestar valores e estereótipos existentes na mídia. A autora desenvolve de maneira muito aprofundada o tema LGBT. A enfoque central da fanfiction é justamente no relacionamento de Limantha e logo no primeiro capítulo da história as garotas são abordadas por um homem quando estão juntas.

Lica resolve sair da escola de seu pai e se mudar para o colégio Cora Coralina para que ela e Samantha não sofram tanto as consequências do preconceito. No entanto, algumas meninas de seu novo colégio a perturbam chamando-a de “riquinha” e “lésbica”. Para não criar confusão e ser expulsa, Lica se controla e não revida. Após sair da escola sozinha, Lica é atacada pelo mesmo grupo de garotas que a ofenderam. Ela é derrubada e sofre inúmeros chutes até que aparecem Benê e Tato, quando as agressoras saem correndo.

A autora faz uma ligação da fanfiction com a trama da novela, pois na televisão Lica também é agredida, mas através de uma bola de handebol arremessada propositalmente em sua direção e desmaia.

Traumatizada e se sentido culpada pelo ocorrido, Lica se tranca por um longo período em seu quarto sem conversar com ninguém e decide terminar o namoro com Samantha, entrando em estado de depressão. Lica pensa consigo mesma como está sofrendo por se manter quieta vendo o sofrimento de todos ao seu redor com seu estado. Em virtude da agressão sofrida pela filha, o pai reviu seu preconceito e se afastou de Malu, além de pedir perdão e dizer que gostaria de ver Lica feliz com Samantha novamente. Dessa forma, a autora de Two worlds, two girls utilizou as ferramentas de comunicação na construção da narrativa de modo a contribuir para o combate ao preconceito, aspecto fundamental na dimensão de Ideologia e Valores.

  • Estética:

Ferrés e Piscitelli (2015) apontam que a dimensão Estética corresponde à capacidade de criar e modificar mensagens que sejam compreensíveis e contribuam para o desenvolvimento da criatividade.

O texto é todo escrito em itálico e um recurso muito comum que a autora, SrtDeixaEmOff, utiliza em Two worlds, two girls são os saltos temporais que a narrativa dá. Para indicar o tempo decorrido entre um acontecimento e outro, a autora adotou um padrão:

Um detalhe interessante é que a autora não dá espaços após as vírgulas. Apesar de não atrapalhar em nada no entendimento da história, uma leitora se disse incomodada com isso. A autora responde ao comentário de maneira divertida, dizendo que são justamente os espaços após as vírgulas que a incomodam.

No penúltimo capítulo, a autora utiliza o recurso das palavras em negrito para destacar lembranças importantes de Lica, como o pedido de casamento que Samantha fez a ela em uma viagem à Paris, além do nascimento de Felipe, filho de Limantha.

 

A autora escreveu um epílogo da história que se passa algum tempo após o último capítulo. Samantha está grávida de uma menina, que se chama Helena. A filha de Limantha nasce e dois dias depois Samantha é liberada para ir para casa, onde estão seus familiares e amigos comemorando o nascimento de Helena. O epílogo termina com Limantha e seus dois filhos no quarto. A última frase está em negrito e se trata de um pensamento de Samantha:

Nos comentários, diversos leitores elogiaram a história, encorajando que a autora escreva mais. Inclusive sobre a fase de Limantha como mães, pois não há, segundo uma leitora, muitas histórias que abarcam este arco narrativo.

Por Matheus Soares

Observatório da Qualidade no Audiovisual

Comentar

Redes Sociais

Siga o #Observatório!