O DIÁLOGO ENTRE A COMPLEXIDADE NARRATIVA E A SOCIAL TV NO PROJETO XFREWATCH DA SÉRIE THE X-FILES

512

Conceituada por Mittell (2012,2015) a complexidade narrativa tem como característica central a alternância entre a fruição episódica e a seriada. O modelo de storytelling teve início em 1990 e se estende até hoje, abrangendo os canais estadunidenses abertos e segmentados. Exibida pela emissora Fox, a série The X-Files alterna entre episódios com arco narrativo prolongado, que são focados na mitologia da trama, e episódios isolados, tais como o monstro da semana.

A partir deste contexto, o artigo “O diálogo entre a complexidade narrativa e a social TV no projeto XFRewatch da série The X-Files”, que será apresentado na próxima semana no grupo de trabalho estudos de televisão do XXV Encontro Anual da Compós,  tem o objetivo de refletir sobre os aspectos da complexidade narrativa presentes nos comentários postados no Twitter durante o XFRewatch.

FS_XFiles_1

Lançado pelo fã clube The X-Files News, o projeto dialoga com a social TV ao estimular os fãs da série a compartilharem em tempo real suas impressões sobre os episódios no microblogging, resgatando e potencializando a ritualização e a socialização em torno do conteúdo televisivo.

Confira o artigo na integra: http://www.compos.org.br/biblioteca/odi%C3%81logoentreacomplexidadenarrativaeasocialtvnoprojetoxfrewatchdas%C3%89riethex-files_3392.pdf

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>