Os Suburbanos

sub1

  • Direção: Luciano Sabino
  • Elenco: Rodrigo Sant’Anna, Babu Santana, Mariah da Penha, Carla Cristina Cardoso, Nando Cunha, Isabelle Marques, Érika Januza, Tadeu Mello, Rafael Zulu, Zezeh Barbosa, Solange Couto.
  • Período de exibição: 06/07/2015 a 02/08/2017
  • Duração: 45 minutos
  • Nº de episódios: 70

Dirigida por Luciano Sabino, a série Os Suburbanos é protagonizada por Jeferson (Rodrigo Sant’anna), um homem humilde que mora no bairro de Madureira na Zona Norte da cidade do Rio de Janeiro. A partir de um sonho, o personagem decide escrever a música “Xavasca Guerreira” que depois se transforma em um clipe, gravado com a ajuda de seu primo Welinto (Babu Santana) e de alguns amigos. Inesperadamente, o vídeo se torna um sucesso na internet e traz fama para Jeferson (Rodrigo Sant’anna) que passa a ser conhecido como Jefinho do Pagode. A partir de então, o protagonista que antes possuía uma vida humilde trabalhando como motorista de kombi, agora precisa lidar com a fama e a riqueza.

O elenco conta com nomes como Rodrigo Sant’Anna, Babu Santana, Mariah da Penha, Carla Cristina Cardoso, Nando Cunha, Isabelle Marques, Érika Januza, Tadeu Mello, Rafael Zulu, Zezeh Barbosa e Solange Couto.

Os arcos narrativos da trama giram em torno do novo estilo de vida de Jeferson (Rodrigo Sant’Anna) após conquistar a fama com a grande repercussão de seu clipe. Seguindo a estrutura episódica, a série apresenta em arcos isolados em cada episódio, sendo assim cada um se inicia com um equilíbrio e logo após é inserida uma situação nova ou conflito, culminando no desfecho ao final.

No Plano da Expressão iremos analisar os indicadores: ambientação, caracterização dos personagens, trilha sonora, fotografia e edição.

A trama se passa no bairro de Madureira no Rio de Janeiro, nesse contexto o lugar conte se passam os plots e sub plots é fundamental já que as narrativas giram em torno de questões relacionadas ao estilo de vida no subúrbio. Desta forma, a ambientação é responsável por situar o telespectador na história e aliado aos estereótipos dos personagens proporciona uma rápida imersão e compreensão do tema de Os Suburbanos.

sub2 sub3

O figurino dos personagens é norteado por muitas cores e mix de estampas. Apesar de reforçar as características centrais dos personagens, é importante destacar que a caracterização se modifica ao longo da série. Como, por exemplo, quando Jefinho (Rodrigo Sant’Anna) está em busca da fama, e ainda trabalha como motorista de Kombi seu figurino é simples. Já quando o personagem alcança o sucesso e a riqueza, mantém o uso do mesmo estilo de se vestir, porém com tecidos mais refinados e acessórios mais extravagantes como óculos de sol espelhados, correntes e relógios. Entre os personagens masculinos, o cabelo é marcado pelo estilo descolorido ou com desenhos feitos por cortes de máquina estilizados. Já as personagens femininas usam figurinos curtos, roupas sensuais e justas,com estampas coloridas e salto alto, sempre pautados pelos arquétipos. A caracterização em Os Suburbanos ajuda na identificação do personagem, uma vez que pelo figurino é possível compreender as características e personalidades de cada um.

 sub6 sub4 sub5

A trilha sonora de Os Suburbanos conta principalmente com canções de gêneros como pagode e funk. Como, por exemplo, Caraca, Muleke! do Thiaguinho, Te ensinei certin de Ludmilla, Meu lugar de Arlindo Cruz, entre outras. As músicas eram utilizadas, na maioria das vezes, em momentos de passagem em que há a transição de um lugar para outro dentro da trama. A composição da trilha sonora dialoga com a temática da série, uma vez que traz gêneros musicais muito populares nos subúrbios, lugar em que se passa a trama.

Apesar da série apresentar cores nos figurinos e cenários, a fotografia se mostra de forma naturalista e não é muito explorada na série. Portanto,o indicador não interfere e/ou reflete no desdobramento dos episódios da atração.

A edição em Os Suburbanos se faz presente de forma linear. Cada episódio segue uma única cronologia e não há o uso de recursos como flashbacks.

No Plano do Conteúdo iremos destacar os seguintes indicadores: intertextualidade, escassez de setas chamativas, efeitos especiais narrativos e recursos de storytelling.

A intertextualidade se faz presente em muitos momentos de Os Suburbanos. A trama apresenta diversas referências externas ao universo ficcional e é usado, na maioria das vezes, para ironizar e satirizar alguma situação. Como, por exemplo, no episódio A lança de Jefinho o personagem Jeferson (Rodrigo Sant’Anna) é satirizado, quando Welinto (Babu Santana) diz que sua caracterização está parecendo uma mistura dos cantores Tim Maia e Belo. Nesse mesmo episódio, Jefinho (Rodrigo Sant’Anna) sugere que seja feita uma cena em seu clipe musical inspirada na garota do fantástico na abertura do programa.

A série utiliza de setas chamativas em alguns momentos. No episódio E fez-se a Luz, a gravidez de Bárbara (Isabelle Marques) é repetida várias vezes, de forma a reforçar esse acontecimento. Além disso, o questionamento sobre a paternidade da criança é apresentado de várias formas neste episódio. Desta forma, o indicador não foi observado no programa.

Já os efeitos especiais narrativos foram usados no desenvolvimento dos arcos narrativos de Os Suburbanos. Como os episódios são norteados por microestruturas e arcos autônomos, o conflito se faz presente em todo eles e no mesmo episódio são solucionados, fechando o arco narrativo criado. Apesar de ser esperado pelo telespectador, o clímax não deixa de cumprir seu papel de representar uma quebra na narrativa. As reviravoltas são importantes para a trama, porém não tão significativas a ponto de fazer o telespectador reconsiderar toda a história até então.

Por fim, os recursos de storytelling não são explorados em Os Suburbanos. A série não apresenta flashbacks, sequências fantasiosas ou múltiplas perspectivas.

Por Mariana Meyer

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>