Arquivo da tag: Artigo

A Qualidade Na Ficção Seriada Brasileira: Uma Análise Da Minissérie Presença De Anita

intercom

Leony Lima
Mariana Meyer
Gabriela Borges

Resumo

Este artigo aborda a questão da qualidade na ficção seriada brasileira, utilizando conceitos desenvolvidos pelo projeto “Observatório da Qualidade no Audiovisual”, da UFJF. Apoiada na metodologia semiótica dos planos da expressão e conteúdo foi realizada a análise da minissérie Presença de Anita, exibida pela Rede Globo em 2001. Sendo assim, pretende-se avaliar se o uso de recursos técnicos e de linguagem foram capazes de aprofundar a experiência e engajamento dos telespectadores na atração.

Palavras-chave: Presença de Anita, ficção; qualidade; minissérie.

Leia o artigo na íntegra: https://goo.gl/ShStzD

The X-Files: uma análise das estratégias de social TV do perfil @thexfiles

homeHeaderTitleImage

Daiana Sigiliano
Gabriela Borges

Resumo

A social TV marca a convergência da experiência televisiva com as
novas mídias. O fenômeno se refere ao compartilhamento de conteúdos por intermédio das redes sociais e dos aplicativos de segunda tela de maneira síncrona ao fluxo televisivo. A partir desse contexto, este artigo tem o objetivo de refletir sobre as ações de social TV adotadas pela Fox durante a 10ª temporada de The X-Files.
Analisamos as postagens da página (@thexfiles) gerenciada pelo canal no Twitter a fim de entender como contribuem para o aprofundamento e a compreensão do universo ficcional da série. Concluímos que as estratégias de engajamento da emissora reforçam o laço social, estimulam a participação dos telespectadores
interagentes e ampliam os arcos narrativos de The X-Files.

Palavras-chave: social tv; televisão; Twitter; The X-Files

Leia o artigo na íntegra: http://revistacmc.espm.br/index.php/revistacmc

Feminismo e TV Social: A Repercussão dos Telespectadores Interagentes sobre o Empoderamento de Dana Scully em The X-Files

intercom

Daiana Sigiliano
Gêsa Cavalcanti
Gabriela Borges

Resumo 

Exibida entre janeiro e fevereiro de 2016, a décima temporada de The X-Files marcou o retorno da trama após 14 anos de hiato. Protagonizada pelos agentes do FBI Fox Mulder (David Duchovny) e Dana Scully (Gillian Anderson), a série estadunidense estabeleceu uma dinâmica até então inédita no modo como a mulher era representada na TV. Caracterizada pela racionalidade e o ceticismo, a personagem se opunha aos estereótipos presentes na ficção seriada das décadas de 1970 e 1980. Partindo desse contexto, este artigo tem como objetivo identificar e discutir os principais tópicos conversacionais, relacionados ao empoderamento de Scully (Gillian Anderson), que foram repercutidos pelos telespectadores interagentes na TV social.

Palavras-chave: ficção seriada; The X-Files, feminismo; TV social

Leia o artigo na íntegra: http://portalintercom.org.br/anais/nacional2017/resumos/R12-0573-1.pdf

The expansion of the fictional universe of The X-Files on social TV

Untitled 2
Daiana Sigiliano
Gabriela Borges

Abstract

The social TV marks the convergence of television experience with social media. The phenomenon refers to content sharing through social networks and second screen apps simultaneously to television broadcasting. In this context, this article aims to discuss the features explored by Fox during The X-Files 10th season to engage the interacting viewers with social TV. We analysed the dialogue between the fictional universe of the series and the backchannelthrough a monitoring of @thexfiles profile postings on Twitter during the exhibition of series episodes. We conclude that the network’s engagement strategies reinforce the social bond, stimulate the participation of the interacting viewers, and amplify the narrative arcs of The X-Files.

Keywords: Social TV; Television; Twitter; The X-Files.

Leia o artigo na íntegra: http://revistadigitos.com/documentos/Sigiliano-Borges2018.pdf

A cultura de fãs na segunda tela

Pulicado pela revista Applied Technologies and Innovations, o artigo “Television dialogues in Brazilian fiction: Between production and consumption”,de autoria de Gabriela Borges e Daiana Sigiliano, analisa as estratégias e práticas transmidiáticas criadas pela Rede Globo durante a telenovela O Rebu e discute as dimensões da competência midiática que estão em operação nos perfis fictícios de personagens que foram criados pelos fãs do programa no Twitter.

Figure 1

Inspirado na produção homônima de Bráulio Pedroso exibida pela Rede Globo em 1974, o enredo do remake de O Rebu (2014) é construído a partir da festa promovida pela empresária Ângela Mahler (Patrícia Pillar). Durante o evento, o corpo de Bruno (Daniel Oliveira) é encontrado boiando na piscina da mansão da protagonista. O assassinato dá início às investigações em busca do culpado pelo crime e estendem até o último capítulo.

Figure 3

Na social TV, as práticas dos fãs contribuem para a propagação, divulgação, discussão e ressignificação dos universos ficcionais das narrativas seriadas. Os telespectadores interagentes compartilham suas impressões sobre as atrações no Twitter e usam o backchannel para debater teorias, curiosidades, arcos narrativos e detalhes cênicos, formando uma espécie de teia colaborativa sobre o programa que está no ar.

Figure 5

Durante a exibição de O Rebu foram criados 22 perfis fictícios dos personagens presentes na trama da Rede Globo. Entre os que perfis que mais geraram fluxo no Twitter estavam: Vic Garcez (@VicGarccez), Duda Mahler (@MariaMahIer), Pedroso (@DelegadoPedroso) e Ângela (@AngeIaMahler). As postagens nos perfis eram feitas simultaneamente à transmissão dos capítulos e apresentavam novas pespectivas da telenovela.

Figure 8

Confira o artigo na íntregra: https://academicpublishingplatforms.com/article.php?journal=ATI&number=20&article=2288

Television dialogues in Brazilian fiction: between production and consumption

Gabriela Borges
Daiana Sigiliano

Resumo

This work reflects on the relationship between television production and consumption considering the changes that are occurring in participatory culture in Brazil. Regarding production, we focus on the analysis of the narrative and transmediation strategies used by the television network Rede Globo. In terms of consumption, we deepened the discussion about social TV and the dimensions of media competences as proposed by Ferrés (2015). Thus, we seek to discuss the appropriation and re-signification of media contents during the viewers´ interaction while watching a programme in order to perceive their impacts on television production.

Keywords:  Television, Brazil, transmediation, media competences, O Rebu.

Leia o artigo na íntegra: https://academicpublishingplatforms.com/article.php?journal=ATI&number=20&article=2288

O diálogo entre a complexidade narrativa e a social TV no projeto XFRewatch da série The X-Files

download

Daiana Sigiliano
Gabriela Borges

Resumo

Conceituada por Mittell (2012,2015) a complexidade narrativa tem como característica central a alternância entre a fruição episódica e a seriada. Exibida pela emissora Fox, a série The X-Files alterna entre episódios com arco narrativo prolongado, que são focados na mitologia da trama, e episódios isolados, tais como o monstro da semana. Nesse contexto, o objetivo deste artigo é refletir sobre os aspectos da complexidade narrativa presentes nos comentários postados no Twitter durante o XFRewatch. Lançado pelo fã clube The X-Files News, o projeto dialoga com a social TV ao estimular os fãs da série a compartilharem em tempo real suas impressões sobre os episódios no microblogging, resgatando e potencializando a ritualização e a socialização em torno do conteúdo televisivo.

Palavras-chave: complexidade narrativa. social tv. The X-Files.

Leia o artigo na íntegra: https://periodicos.ufsm.br/animus/article/view/23043

 

A Rede Globo no ecossistema da Social TV: uma análise sobre as postagens do perfil @redeglobo no Twitter

image

Daiana Sigiliano
Gabriela Borges

Resumo 

Este artigo pretende discutir os recursos explorados pela Rede Globo para engajar os telespectadores interagentes na Social TV. O fenômeno marca a convergência da experiência televisiva com a arquitetura informacional da social media, em que o público compartilha suas impressões nas redes sociais de maneira síncrona à exibição dos programas na grade de programação. Com o intuito de refletir sobre práticas adotadas pela Rede Globo, no âmbito da Social TV, foi realizado um monitoramento das postagens do perfil da emissora no Twitter durante uma semana. Posteriormente, foram analisadas as publicações a partir de três perspectivas: o uso da hashtag, o fluxo gerado no microblogging e os tipos de conteúdos compartilhados. Conclui-se que apesar irem ao encontro das potencialidades da Social TV, as ações da emissora no Twitter não concretizam uma relação de colaboração e coautoria com o telespectador interagente.

Palavras-chave: Social TV. Televisão. Twitter. Rede Globo. Monitoramento.

Leia o artigo na íntegra: http://seer.ufrgs.br/index.php/intexto/article/view/60315 

O DIÁLOGO ENTRE A COMPLEXIDADE NARRATIVA E A SOCIAL TV NO PROJETO XFREWATCH DA SÉRIE THE X-FILES

download (1)

Daiana Sigiliano
Gabriela Borges 

Resumo

Conceituada por Mittell (2012,2015) a complexidade narrativa tem como característica central a alternância entre a fruição episódica e a seriada. O modelo de storytelling teve início em 1990 e se estende até hoje, abrangendo os canais estadunidenses abertos e segmentados. Exibida pela emissora Fox, a série The XFiles alterna entre episódios com arco narrativo prolongado, que são focados na mitologia da trama, e episódios isolados, tais como o monstro da semana. Nesse contexto, o objetivo deste artigo é refletir sobre os aspectos da complexidade narrativa presentes nos comentários postados no Twitter durante o XFRewatch. Lançado pelo fã clube The X-Files News, o projeto dialoga com a Social TV ao estimular os fãs da série a compartilharem em tempo real suas impressões sobre os episódios no microblogging, resgatando e potencializando a ritualização e a socialização em torno do conteúdo televisivo.

Palavras-Chave: Complexidade Narrativa. Social TV. The X-Files.

Leia o artigo na íntegra: http://www.compos.org.br/biblioteca/odi%C3%81logoentreacomplexidadenarrativaeasocialtvnoprojetoxfrewatchdas%C3%89riethex-files_3392.pdf

A complexidade narrativa de Homeland na Segunda Tela

845a76b00751ed2795211226310d9664

Publicado no dossiê temático ‘As Séries Televisivas Contemporâneas’, que integra a nova edição da Revista Culturas Midiáticas – publicação do programa de pós-graduação em comunicação (PPGC/UFPB) – o artigo ‘A expansão do universo ficcional de Homeland na segunda tela’, de autoria de Daiana Sigiliano e Gabriela Borges, discute as principais características e as potencialidades da segunda tela no âmbito da ficção seriada.

O conceito de segunda tela se refere à interação paralela e sincronizada com a experiência televisiva feita através de dispositivos móveis. Ou seja, enquanto o público assiste a primeira tela, que na maioria das vezes é a televisão, ele interage simultaneamente com uma tela adicional.

Lançando em 2012, o aplicativo Showtime Sync tem o objetivo de aprofundar os arcos narrativos das séries exibidas pelo canal pago estadunidense Showtime. Atualmente a plataforma está disponível para as atrações Homeland (2011), Episodes (2011), House of Lies (2012), Ray Donovan (2013), Masters of Sex (2013) e Penny Dreadful (2014).

Ao acessar o aplicativo durante a exibição destes programas, o telespectador interagente poderá participar de enquetes, compartilhar cenas e quotes da história nas redes sociais e desbloquear vídeos que desmembram pontos chaves do universo ficcional. Os conteúdos são postados à medida em que as tramas vão ao ar através da sincronização entre o dispositivo móvel e o aparelho televisivo feita pelo Time Sync.

Exibida entre 5 de outubro de 2014 e 21 dezembro de 2014 a quarta temporada de Homeland usou a interatividade do Showtime Sync para aprofundar o universo ficcional. Ao acessar o Showtime Sync durante a exibição série, os telespectadores interagentes podiam assistir aos conteúdos complementares produzidos especialmente para o aplicativo, participar de enquetes sobre os principais acontecimentos da trama e compartilhar trechos de suas cenas preferidas nas redes sociais.

Para conferir o artigo ‘A expansão do universo ficcional de Homeland na segunda tela’ na integra acesse: http://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/cm/article/view/27230