Arquivo da tag: social TV

The X-Files: uma análise das estratégias de social TV do perfil @thexfiles

homeHeaderTitleImage

Daiana Sigiliano
Gabriela Borges

Resumo

A social TV marca a convergência da experiência televisiva com as
novas mídias. O fenômeno se refere ao compartilhamento de conteúdos por intermédio das redes sociais e dos aplicativos de segunda tela de maneira síncrona ao fluxo televisivo. A partir desse contexto, este artigo tem o objetivo de refletir sobre as ações de social TV adotadas pela Fox durante a 10ª temporada de The X-Files.
Analisamos as postagens da página (@thexfiles) gerenciada pelo canal no Twitter a fim de entender como contribuem para o aprofundamento e a compreensão do universo ficcional da série. Concluímos que as estratégias de engajamento da emissora reforçam o laço social, estimulam a participação dos telespectadores
interagentes e ampliam os arcos narrativos de The X-Files.

Palavras-chave: social tv; televisão; Twitter; The X-Files

Leia o artigo na íntegra: http://revistacmc.espm.br/index.php/revistacmc

Feminismo e TV Social: A Repercussão dos Telespectadores Interagentes sobre o Empoderamento de Dana Scully em The X-Files

intercom

Daiana Sigiliano
Gêsa Cavalcanti
Gabriela Borges

Resumo 

Exibida entre janeiro e fevereiro de 2016, a décima temporada de The X-Files marcou o retorno da trama após 14 anos de hiato. Protagonizada pelos agentes do FBI Fox Mulder (David Duchovny) e Dana Scully (Gillian Anderson), a série estadunidense estabeleceu uma dinâmica até então inédita no modo como a mulher era representada na TV. Caracterizada pela racionalidade e o ceticismo, a personagem se opunha aos estereótipos presentes na ficção seriada das décadas de 1970 e 1980. Partindo desse contexto, este artigo tem como objetivo identificar e discutir os principais tópicos conversacionais, relacionados ao empoderamento de Scully (Gillian Anderson), que foram repercutidos pelos telespectadores interagentes na TV social.

Palavras-chave: ficção seriada; The X-Files, feminismo; TV social

Leia o artigo na íntegra: http://portalintercom.org.br/anais/nacional2017/resumos/R12-0573-1.pdf

The expansion of the fictional universe of The X-Files on social TV

Untitled 2
Daiana Sigiliano
Gabriela Borges

Abstract

The social TV marks the convergence of television experience with social media. The phenomenon refers to content sharing through social networks and second screen apps simultaneously to television broadcasting. In this context, this article aims to discuss the features explored by Fox during The X-Files 10th season to engage the interacting viewers with social TV. We analysed the dialogue between the fictional universe of the series and the backchannelthrough a monitoring of @thexfiles profile postings on Twitter during the exhibition of series episodes. We conclude that the network’s engagement strategies reinforce the social bond, stimulate the participation of the interacting viewers, and amplify the narrative arcs of The X-Files.

Keywords: Social TV; Television; Twitter; The X-Files.

Leia o artigo na íntegra: http://revistadigitos.com/documentos/Sigiliano-Borges2018.pdf

Feud promove competição entre os telespectadores interagentes

Criada por Ryan Murphy, Jaffe Cohen e Michael Zam, a série Feud conta os bastidores das gravações do longa metragem What Ever Happened to Baby Jane?, protagonizado por Bette Davis (Susan Sarandon) e Joan Crawford (Jessica Lange). Gerenciada pelo canal pago estadunidense FX, o perfil da trama no Twitter (@FeudFX) no Twitter estimula o appointment television, reforça o universo ficcional e incentiva a participação dos telespectadores interagentes.

Captura de tela 2017-03-23 18.45.33

Durante a exibição dos episódios o perfil da série na rede social ressalta momentos específicos da história. Através de GIF e fotos a página chama a atenção do público para os principais acontecimentos da trama.

Captura de tela 2017-03-23 18.46.57

À medida que as cenas vão ar ao o @FeudFX publica pequenos vídeos, com cerca de um minuto, com os melhores momentos do episódio. A página da série também propaga, por meio dos RTs, os comentários publicados pelos telespectadores interagentes.

Captura de tela 2017-03-23 18.49.08

Os atores e atrizes que integram o elenco de Feud promovem bate papos no Twitter. Através de suas contas pessoais no o elenco respondia as dúvidas do público em relação a trama e repercutia o processo criativo por trás das cenas.

Captura de tela 2017-03-23 18.51.49

Entretanto, o ponto central das ações de social TV promovidas pelo perfil da série Feud no Twitter é uma competição que elege os melhores tuítes postados durante a exibição do programa. Semanalmente são eleitas três publicações de telespectadores interagentes, os tuítes repercutem o universo ficcional da atração.

Roteiristas de The Catch comentam a trama no Twitter

Desenvolvida pela produtora de Shonda Rhimes, conhecida pelas tramas Grey’s Anatomy, Scandal e How to Get Away with Murder, a série The Catch estreou sua segunda temporada com várias ações de social TV.

Captura de tela 2017-03-16 19.26.27

Dando continuidade às estratégias realizadas pelo canal estadunidense ABC, o perfil do programa, o @ABC_TheCatch, engajou os telespectadores interagentes durante a season premiere.

Captura de tela 2017-03-16 18.32.47

À medida que as cenas de The New Deal iam ao ar a página da série no Twitter destacava os principais acontecimentos do episódio através de GIFs e pequenos vídeos. A ABC também produziu conteúdos específicos para a segunda tela como, por exemplo, um recado da atriz Mireille Enos, que interpreta a protagonista Alice Vaughan, para os fãs.

Captura de tela 2017-03-16 18.31.39

Para estimular o backchannel, a ABC disponibilizou um emoji exclusivo de The Catch . Ao tuitar a indexação da trama, #TheCatch, o telespectador interagente desbloqueava a hashflag que fazia alusão a logomarca do programa.

Captura de tela 2017-03-16 18.39.00Gerenciada pelos roteiristas da trama o perfil @thecatchwriters aprofundar os arcos narrativos que estão no ar.

Captura de tela 2017-03-16 18.39.17

Além de responderem as dúvidas do público e trocar tuítes com o elenco de The Catch, comenta os processo criativo de desenvolvimento dos episódios e os próximos acontecimentos da temporada.

As ações de engajamento de Modern Family na segunda tela

De modo geral, as sitcons que integram a programação da televisão estadunidense adotam ações de social TV ajudam na propagação do universo ficcional que está no ar. Isto é, ao contrário de séries como Homeland, The X-Files e Mr. Robot os tuítes publicados durante a exibição das comédias não aprofundam e ajudam na compreensão da história.

Untitled 1

No ar em sua oitava temporada a série Modern Family, exibida pela ABC, usa o Twitter para reforçar o seu universo ficcional. À medida que as cenas são exibidas o perfil do programa, o @ModernFam, publica pequeno vídeos com os melhores momentos do episódio.

Captura de tela 2017-03-08 12.44.11

O conteúdo, com cerca de 20 segundos de duração, chama a atenção para as situações mais engraçadas do episódio. O perfil de Modern Family também utiliza GIF que fazem alusão a aspectos externos ao universo ficcional. Como, por exemplo, contratempos do cotidiano.

Captura de tela 2017-03-08 12.44.56

A página do programa também publica fotos ressaltando as principais temáticas que serão abordadas no episódio da semana.

Captura de tela 2017-03-08 12.44.07

Por fim, o elenco de Modern Family realiza bate papos com os telespectadores interagentes. Na última quarta-feira (1), os atores Jesse Tyler Ferguson‏, Eric Stonestreet e Rico Rodriguez‏ responderam as perguntas do público e repercutiram as cenas da série.

As investigações de Carrie Mathison no backchannel

No ar em sua sexta temporada a série Homeland, exibida pelo canal pago estadunidense Showtime, está usando a social TV para aprofundar os vazios informacionais que permeiam o novo caso de Carrie Mathison (Claire Danes). Na trama a ex-agente da CIA investiga um ataque terrorista na cidade de Nova York.

Captura de tela 2017-03-02 19.30.02

Para ajudar os telespectadores a compreenderem as nuances do arco narrativo de Sekou Bah (J. Mallory McCree) o perfil da série no Twitter, o @SHO_Homeland, publica conteúdos como, por exemplo, fotos, mapas mentais e GIFs que aprofundam a trajetória do personagem até o momento do atentado.

Captura de tela 2017-03-02 19.26.56Captura de tela 2017-03-02 19.58.34

Os tuítes, postados de maneira síncrona à exibição da sexta temporada de Homeland, também ressaltam os principais plots dos episódios, funcionando como uma espécie de guia para os telespectadores interagentes. Isto é, ao acompanhar o backchannel o público terá acesso aos detalhes das armações narrativas que sustentam a trama.

Captura de tela 2017-03-02 19.29.10

A medida que as cenas vão ao ar a página de Homeland seleciona alguns comentários dos telespectadores interagentes para compartilhar. Os tuítes elogiam o programa e chamam a atenção para a constante tensão que envolve as investigações de Carrie Mathison (Claire Danes).

 Captura de tela 2017-03-02 19.28.24

O perfil também realiza enquetes que antecipam os acontecimentos da série, apesar de não dar spoiler, as ações direcionam o público para as nuances da história.

Untitled 1

Após a exibição dos episódios de Homeland, o canal Showtime disponibiliza em seu canal no You Tube vídeos complementares da atração. Os conteúdos mostram entrevistas com o elenco e com a equipe técnica discutindo o processo criativo e de construção dos personagens na sexta temporada.

Atores de Bates Motel realizam live chat no Twitter

Desde a estréia de sua primeira temporada a série Bates Motel, exibida pelo canal A&E, desenvolve ações de engajamento.  Além de sua abertura ser inspirada na idéia de um fã, a trama frequentemente disponibiliza conteúdos extras e sites que exploram os detalhes da pousada de Norma Louise Bates (Vera Farmiga) e Norman Bates (Freddie Highmore).

Captura de tela 2017-02-23 18.04.20

Exibido nos Estados Unidos  na última terça-feira (21), o primeiro episódio (Dark Paradise) da última temporada da atração contou com várias ações de social TV. Enquanto as cenas iam ao ar, o perfil Inside Bates (@InsideBates) ressaltava através de GIFs e fotos os momentos importantes da trama.

Captura de tela 2017-02-23 18.02.27

A página também publicou pequenos vídeos com cenas inéditas dos  próximos episódios.

Captura de tela 2017-02-23 18.02.07

Porém, o ponto mais interessante as ações de social TV promovidas pelo Inside Bates (@InsideBates) é o live chat com o elenco de Bates Motel.

Captura de tela 2017-02-23 18.01.59

A medida que as cenas iam ao ar os atores Ryan Hurts, Nestor Carbonell, Kenny Johnson e Vera Farmiga , além do produtor Carton Cuse comentavam, através de seus perfis pessoais no Twitter, sobre os bastidores da trama, o processo de gravação e os arcos narrativos da série.

Captura de tela 2017-02-23 18.01.10

Os atores também publicavam fotos das gravações e informações sobre os plots de seus personagens. Vera Farmiga, que interpreta a emblemática Norma Louise Bates comentava as cenas do episódio, destacando a atuação dos atores e os desafios da temporada final de Bates Motel.

A cultura de fãs na segunda tela

Pulicado pela revista Applied Technologies and Innovations, o artigo “Television dialogues in Brazilian fiction: Between production and consumption”,de autoria de Gabriela Borges e Daiana Sigiliano, analisa as estratégias e práticas transmidiáticas criadas pela Rede Globo durante a telenovela O Rebu e discute as dimensões da competência midiática que estão em operação nos perfis fictícios de personagens que foram criados pelos fãs do programa no Twitter.

Figure 1

Inspirado na produção homônima de Bráulio Pedroso exibida pela Rede Globo em 1974, o enredo do remake de O Rebu (2014) é construído a partir da festa promovida pela empresária Ângela Mahler (Patrícia Pillar). Durante o evento, o corpo de Bruno (Daniel Oliveira) é encontrado boiando na piscina da mansão da protagonista. O assassinato dá início às investigações em busca do culpado pelo crime e estendem até o último capítulo.

Figure 3

Na social TV, as práticas dos fãs contribuem para a propagação, divulgação, discussão e ressignificação dos universos ficcionais das narrativas seriadas. Os telespectadores interagentes compartilham suas impressões sobre as atrações no Twitter e usam o backchannel para debater teorias, curiosidades, arcos narrativos e detalhes cênicos, formando uma espécie de teia colaborativa sobre o programa que está no ar.

Figure 5

Durante a exibição de O Rebu foram criados 22 perfis fictícios dos personagens presentes na trama da Rede Globo. Entre os que perfis que mais geraram fluxo no Twitter estavam: Vic Garcez (@VicGarccez), Duda Mahler (@MariaMahIer), Pedroso (@DelegadoPedroso) e Ângela (@AngeIaMahler). As postagens nos perfis eram feitas simultaneamente à transmissão dos capítulos e apresentavam novas pespectivas da telenovela.

Figure 8

Confira o artigo na íntregra: https://academicpublishingplatforms.com/article.php?journal=ATI&number=20&article=2288

Television dialogues in Brazilian fiction: between production and consumption

Gabriela Borges
Daiana Sigiliano

Resumo

This work reflects on the relationship between television production and consumption considering the changes that are occurring in participatory culture in Brazil. Regarding production, we focus on the analysis of the narrative and transmediation strategies used by the television network Rede Globo. In terms of consumption, we deepened the discussion about social TV and the dimensions of media competences as proposed by Ferrés (2015). Thus, we seek to discuss the appropriation and re-signification of media contents during the viewers´ interaction while watching a programme in order to perceive their impacts on television production.

Keywords:  Television, Brazil, transmediation, media competences, O Rebu.

Leia o artigo na íntegra: https://academicpublishingplatforms.com/article.php?journal=ATI&number=20&article=2288